PUB

O preço da gasolina nos Açores sobe 0,4 cêntimos por litro na quinta-feira e o preço do gasóleo 4,3 cêntimos por litro, segundo um despacho publicado hoje em Jornal Oficial.

O “ajustamento nos preços máximos de venda ao público” dos combustíveis é justificado pelo executivo açoriano com as “recentes variações no mercado internacional das cotações de referência dos produtos petrolíferos e energéticos”.

O preço da gasolina sem chumbo de 95 octanas passa a ser de 1,588 euros por litro, nos Açores, 0,4 cêntimos acima do valor cobrado no mês de novembro (1,584 euros por litro).

PUB

O gasóleo passa a ser mais caro do que a gasolina nos Açores, a partir de quinta-feira, com um preço de 1,624 euros por litro, mais 4,3 cêntimos do que em novembro.

Também o preço do gasóleo colorido para a agricultura e para as pescas, definido noutro despacho, regista um aumento de 4,3 cêntimos por litro.

O gasóleo colorido e marcado consumido na agricultura passa a custar 1,142 euros por litro, enquanto o preço do gasóleo colorido e marcado consumido na pesca é fixado em 0,952.

O fuelóleo com teor de enxofre inferior ou igual a 1%, quando destinado a outros consumos, fornecido a granel nas instalações das companhias distribuidoras em cada ilha, passa a custar 0,730 euros por quilograma, menos 1,9 cêntimos do que em novembro (0,749 euros).

Já o fuelóleo para a produção de eletricidade, fornecido a granel nas instalações das companhias distribuidoras em cada ilha, sofre uma redução na ilha de São Miguel de 742,95 para 724,70 euros/TM e na Terceira de 771,89 para 753,64 euros/TM.

No Pico, desce de 901,74 para 885,75 euros/TM e no Faial de 887,64 para 871,65 euros/TM.

O preço do gás butano vendido em garrafas, canalizado ou em granel não sofre alterações, variando entre 1,348 euros por quilograma (a granel) e 1,618 por quilograma (garrafa de 24 litros, construída em materiais leves, vendida ao público, no local de consumo).

Os preços máximos dos produtos petrolíferos e energéticos nos Açores são “alterados no dia 01 de cada mês e nos montantes equivalentes à variação do valor do Preço Europa (PE) mensal”.

Em novembro de 2021, o Governo Regional dos Açores procedeu à redução do Imposto sobre Produtos Petrolíferos (ISP) “em quatro cêntimos, na gasolina 95, e em dois cêntimos, no gasóleo rodoviário”.

Entre 18 e 30 de abril, atribuiu “um apoio suplementar de 11 cêntimos”, para “mitigar o impacto do aumento dos preços dos combustíveis no mercado europeu”.

No final de abril, o executivo açoriano aplicou uma nova redução do ISP em 11 cêntimos, “atendendo ao conflito geopolítico e militar em curso na Ucrânia, bem como ao seu impacto no aumento dos preços das matérias-primas, em especial do petróleo e seus derivados”.

A mais recente redução de ISP ocorreu no mês de agosto, em que se registou uma descida de nove cêntimos na gasolina e 11,3 cêntimos no gasóleo.

São agora cobrados 36,6 cêntimos por litro de ISP na gasolina e 14,2 cêntimos por litro no gasóleo.

Pub