Funcionária de lar é a sexta vitima mortal em Reguengos de Monsaraz

Uma funcionária do lar de Reguengos de Monsaraz onde surgiu um foco de covid-19 morreu hoje no hospital de Évora, onde estava internada, aumentando para seis o número de óbitos na instituição, informou hoje o município.

A mulher, com cerca de 40 anos e que anteriormente tinha testado positivo para a covid-19, morreu “ao início da manhã na Unidade de Cuidados Intensivos covid-19 do Hospital do Espírito Santo de Évora (HESE)”, indicou a câmara municipal, em comunicado.

Trata-se da sexta vítima mortal na sequência do foco registado no lar da Fundação Maria Inácia Vogado Perdigão Silva (FMIVPS) e a primeira entre os funcionários da instituição que testaram positivo para o novo coronavírus SARS-CoV-2.