Pub

O Centro de Informação e Vigilância Sismovulcânica dos Açores (CIVISA) afirmou hoje que a frequência diária de sismos não tem sofrido “grandes alterações” em São Jorge, que já registou 35.955 abalos desde o início da crise sismovulcânica.

No ‘briefing’ para a atualização da situação sísmica da ilha, o presidente do CIVISA, Rui Marques, indicou que, na última semana, foram registados “1.667 sismos, dos quais dois foram sentidos pela população”.

No domingo, destacou, “foram registados 320 sismos num único dia, um dos quais sentido”.

“A frequência diária de sismos tem-se mantido, [mesmo] com algumas oscilações, desde a primeira semana do mês de abril. Ou seja, sem grandes alterações. Estamos agora a atravessar uma semana em que registamos um pequeno incremento da atividade diária de sismos”, declarou aos jornalistas.

Rui Marques avançou que, desde o início da crise sismovulcânica, em 19 de março, foram registados 35.955 sismos e rejeitou uma alteração do nível de alerta.

“Face à sismicidade e à frequência diária, que não tem registado grandes alterações, mantém-se o nível de alerta vulcânico de v4”, apontou.

Na ocasião, o presidente do Serviço Regional de Proteção Civil e Bombeiros dos Açores (SRPCBA), Eduardo Faria, avançou que os turistas que visitarem a ilha vão receber um “conjunto de informações” sobre a situação sismovulcânica de São Jorge.

Aquelas informações vão estar disponíveis num panfleto físico e numa aplicação para telemóvel.

“Estes folhetos e esta informação está junto dos agentes, dos restaurantes, hotéis, dos agentes locais e dos parques de campismo. Será fornecido ao turista como complemento de informação ou eventualmente a pedido [do próprio]”, explicou.

Desde o início da crise sismovulcânica em São Jorge, o sismo de maior magnitude (3,8 na escala de Richter) ocorreu no dia 29 de março, às 21:56.

De acordo com a escala de Richter, os sismos são classificados segundo a sua magnitude como micro (menos de 2,0), muito pequenos (2,0-2,9), pequenos (3,0-3,9), ligeiros (4,0-4,9), moderados (5,0-5,9), forte (6,0-6,9), grandes (7,0-7,9), importantes (8,0-8,9), excecionais (9,0-9,9) e extremos (quando superior a 10).

A ilha mantém o nível de alerta vulcânico V4 (ameaça de erupção) de um total de sete, em que V0 significa “estado de repouso” e V6 “erupção em curso”.

Pub