Frederico Varandas elogia “futebol atrativo e dominador” de Marcel Keizer

O presidente do Sporting, Frederico Varandas, explicou hoje a escolha do holandês Marcel Keizer para o comando técnico da equipa de futebol, elogiando as capacidades do treinador e o estilo de futebol que defende.

“Não escolhemos o treinador em função da nacionalidade, do nome ou de poder ser uma opção apenas até ao final de época. A competência de um treinador deve ser avaliada segundo a capacidade técnica e tática, a capacidade de gestão do grupo e a capacidade de comunicação. Acredito que Keizer tem o perfil para agarrar este projeto”, observou.

Frederico Varandas qualificou o técnico holandês de “ambicioso e apaixonado pelo que faz”, destacando a “aposta em jovens jogadores” e num “futebol atrativo e dominador” e lembrando que o que tem orientado a sua direção é a defesa dos interesses do clube.

“Decidimos em função do melhor para o Sporting. Não decidimos para ser popular, por nos trazer conforto ou nos poder proteger”, explicou, adiantando que a restante equipa técnica dos ‘verde e brancos’ ficará definida nos próximos dias.

Marcel Keizer, de 49 anos, assinou contrato com o Sporting por duas épocas e meia, até 30 de junho de 2021, sucedendo a José Peseiro, que deixou o comando técnico do clube em 01 de novembro, após a derrota por 2-1 na receção ao Estoril Praia, do segundo escalão, em jogo da Taça da Liga.

“Estamos a arrumar a casa, mas ainda falta muito: academia, departamento médico, ‘scouting’ e, agora, equipa técnica. Em janeiro pensamos ter a casa arrumada”, disse Frederico Varandas, que deixou ainda palavras de agradecimento a José Peseiro e Tiago Fernandes, técnico interino até à chegada do novo treinador.

Keizer, que se desvinculou do Al Jazira, clube dos Emirados Árabes Unidos, enfrenta a segunda experiência fora da Holanda, onde treinou o Telstar, Emmen, Cambuur e Ajax, encontra o Sporting a lutar em todas as ‘frentes’ e no segundo lugar da I Liga, a dois pontos de distância do líder e campeão FC Porto.