PUB

Os deputados do Partido Socialista, eleitos pelos Açores à Assembleia da República, congratularam-se com a aprovação do diploma que atribui à Infraestruturas de Portugal (IP) as competências para promover, em regime de concessão, atividades relacionadas com o sistema de cabos submarinos, “sendo um passo decisivo para que se possa proceder ao lançamento do concurso, que levará à substituição da ligação de fibra ótica CAM (Continente – Açores – Madeira), até ao final do ano”.

Segundo Francisco César, vice-presidente da bancada socialista, esta é, obviamente, “uma notícia que saudamos, quer seja por estar, assim, assegurado um conjunto de serviços essenciais às Regiões Autónomas dos Açores e da Madeira”, mas, também, por representar o cumprimento, por parte do Governo da República, “de mais um compromisso assumido durante a campanha eleitoral”.

Relembrando a garantia dada pelo Governo da República, em pergunta colocada pelo parlamentar, de que o concurso para a sua substituição seria lançado até ao final do ano, Francisco César refere que “esta decisão vem dar cumprimento à execução deste compromisso”.

PUB

Nesse sentido, e salientando o facto de o Ministro das Infraestruturas, Pedro Nuno Santos, ter colocado este tema no topo da sua agenda, o socialista refere ainda já terem sido “dadas instruções e meios financeiros para que a empresa IP Telecom, agora responsável pelo lançamento do concurso, o faça o mais rapidamente possível”.

“A substituição do atual sistema de comunicações por um novo sistema de cabos submarinos era indispensável para garantir a coesão territorial, matéria na qual, aliás, os deputados do PS/Açores eleitos à Assembleia da República, sempre dedicaram a sua máxima atenção, alertando, por inúmeras vezes, para o tempo de vida útil do atual sistema e que sem a sua substituição estaria comprometido o curso normal da vida dos cidadãos e das instituições”, salientou o socialista.

Recordando, assim, ter sido com o Partido Socialista, em 1995, que se conseguiu lançar e concretizar o atual investimento dos cabos submarinos, Francisco César sublinha ser agora, com este Governo do Partido Socialista, que os novos cabos serão implementados, garantindo, por isso, “haver motivos para estarmos otimistas e satisfeitos com o desenrolar deste assunto, não esquecendo, no entanto, que ainda há muito trabalho a realizar até este processo estar concluído”, referiu o vice-presidente do grupo parlamentar socialista, para evidenciar que continuarão atentos a este dossiê.

Pub