“Formação aos técnicos dos Núcleos de Apoio a Crianças e Jovens em Risco aumenta especialização dos profissionais”

A Secretária Regional da Saúde afirmou hoje, em Angra do Heroísmo, na abertura da segunda edição da formação dirigida à Rede Regional de Núcleos de Apoio a Crianças e Jovens em Risco, que esta iniciativa, implementada pela Direção Regional de Prevenção e Combate às Dependências, visa melhorar os níveis de informação e conhecimento e assegurar o desenvolvimento de competências técnicas que permitam aumentar a qualificação e especialização dos profissionais.

“Esta Rede de Núcleos tem como objetivo primordial promover os direitos das crianças e jovens, em particular a saúde”, frisou Teresa Machado Luciano.

A implementação destes princípios é feita através da prevenção da ocorrência de maus tratos, da deteção precoce de contextos, fatores de risco e sinais de alarme, do acompanhamento e prestação de cuidados e da sinalização e ou encaminhamento para as estruturas adequadas dos casos identificados.

A Rede Regional de Núcleos de Apoio a Crianças e Jovens em Risco iniciou-se, em 2015, com a criação do Núcleo da Unidade de Saúde de Ilha de Santa Maria, tendo ficado completa em 2018, com a criação do Núcleo do Hospital da Horta.

“Atualmente, o Serviço Regional de Saúde conta com 12 núcleos, um em cada Unidade de Saúde de Ilha e três Núcleos Hospitalares de Apoio a Crianças e Jovens em Risco, estando adstritos cinco médicos pediatras, 10 médicos de Medicina Geral e Familiar, 18 enfermeiros, quatro psicólogos e 12 assistentes sociais, num total de 49 profissionais”, referiu a titular da pasta da Saúde.

A Direção Regional de Prevenção e Combate às Dependências organizou, em parceria com a Direção Geral da Saúde, o primeiro módulo desta formação, que decorreu em setembro de 2018, em Ponta Delgada.

Esta ação destinou-se aos elementos constituintes dos Núcleos de Apoio a Crianças e Jovens em Risco das Unidades de Saúde de Ilha e dos Núcleos Hospitalares de Apoio a Crianças e Jovens em Risco e coordenadores das equipas de saúde escolar, abrangendo 45 profissionais das áreas da saúde e social.

O módulo que agora decorre destina-se exclusivamente a profissionais dos Núcleos de Apoio a Crianças e Jovens, num total de 20 profissionais.

Teresa Machado Luciano salientou o esforço do Governo dos Açores no que respeita à capacitação das equipas interdisciplinares que constituem os Núcleos, consubstanciado nas ações de formação e documentos orientadores levados a cabo nos últimos anos.

A Secretária Regional da Saúde considerou ainda que este modelo de funcionamento, operacionalizado através da Rede Regional, permite melhorar a prevenção e deteção de situações de risco e de perigo, nestas faixas etárias, assim como a prestação de cuidados, sinalização, referenciação e prevenção de recorrências.