Pub

AÇORES 9 TV EM DIRETO

A agência de ‘rating’ Fitch estima que o défice orçamental se mantenha nos 1,4% do PIB no próximo ano e que desça ligeiramente para 1,2% em 2019, acima do previsto pelo Governo para cada um dos anos.

A Fitch retirou hoje Portugal do ‘lixo’, melhorando em dois patamares o ‘rating’ atribuído à dívida pública portuguesa, de ‘BB+’ para ‘BBB’, o segundo nível da categoria de investimento, e com perspetiva estável, mas deixa alguns avisos.

“A Fitch estima que o défice orçamental se mantenha inalterado em 2018, comparado com este ano, em 1,4% do PIB e que desça marginalmente para 1,2% em 2019”, lê-se no relatório divulgado hoje pela agência de notação financeira.

Recorde-se que o Governo prevê que o défice orçamental se reduza de 1,4% este ano para 1,1% em 2018, segundo o Orçamento do Estado para o próximo ano (apresentado recentemente), e para 0,3% em 2019, de acordo com o Programa de Estabilidade 2017-2021 (conhecido em abril).

“Embora esta projeção de redução do défice não vá totalmente ao encontro do objetivo de médio prazo do Pacto de Estabilidade e Crescimento, ela garante uma robusta queda da dívida pública no médio prazo, uma vez que o excedente primário [que exclui os encargos com os juros da dívida] deve estabilizar em torno dos 2,5% do PIB”, afirma a Fitch.

A agência de ‘rating’ destaca ainda que Portugal continua “fortemente endividado” e que um rácio da dívida pública em torno dos 127% do PIB “compara com uma mediana de 41% do PIB” dos países que têm uma classificação de ‘BBB’, a agora atribuída à dívida pública portuguesa.

Segundo o Orçamento do Estado para 2018 (OE2018), o Governo estima que a dívida pública se reduza de 130,1% do PIB em 2016, para 126,2% do PIB em 2017 e para 123,5% do PIB em 2018.

Pub