Pub

AÇORES 9 TV EM DIRETO

O Festival Música no Colégio decorre de 05 a 10 de julho, na cidade de Ponta Delgada, nos Açores, assinalando este ano uma década, com seis noites de música e dança, num palco ao ar livre, foi hoje anunciado.

Numa nota de imprensa, o Coral de São José, que organiza o evento ao ar livre, no Largo do Colégio, informa que o Festival “brindará a cidade de Ponta Delgada e os Açores, com seis noites de música, e dança”, no Largo do Colégio, na cidade de Ponta Delgada, ilha de São Miguel, com entrada gratuita.

O Coral de São José será o anfitrião na primeira noite, apresentando a obra sinfónica Carmina Burana, de Carl Orff e reunindo 60 cantores, 64 músicos da Sinfonietta de Ponta Delgada, e os solistas Sara Braga Simões, soprano, Marco Alves dos Santos, tenor, e Christian Luján, barítono, sob a direção do maestro José Eduardo Gomes.

A 06 de julho destaque para a Noite Filarmonia – Açores ao Centro, na simbiose de sonoridades entre os ‘FADOALADO’, oriundos da ilha Terceira, e a Banda Harmonia Mosteirense, de São Miguel, com direção musical de Carlos Sousa.

De acordo com o programa, o terceiro dia (07 de julho) terá “uma novidade no Festival”, designando-se Noite de Movimento, criação de Maria João Gouveia.

Segundo a organização trata-se de “um espetáculo de dança para mulheres”, com interpretações de Bárbara Henriques, Catarina Medeiros, Giovana Sanchez, Maria João Gouveia Sara Machado e Vanessa Canto, Núcleo de Artes Performativas, e obras de Bach, interpretadas ao vivo e a solo pelo jovem terceirense Denis Poustovgar, numa “história contada pela música através do corpo no espaço”.

A 08 de julho será a Noite Açoriana, com destaque para “a mística e a arte do cancioneiro dos Açores”, tendo como protagonistas Sandra Medeiros (voz), Lídia Medeiros (voz e violino), Gianna de Toni (contrabaixo), Pedro Castelo Branco (guitarra elétrica) e Lázaro Raposo (bateria e percussão).

A 09 de julho o Festival celebra a Noite de Ópera, concebida pela ‘all’Ópera – Companhia de Ópera’, com as vozes do Coro Sinfónico do Coral de São José e os solistas Sara Braga Simões, soprano, Marco Alves dos Santos, tenor, e Job Tomé, barítono, acompanhados pelo pianista Ángel González.

Neste espetáculo de ópera “a direção é do público, visto que será ele a escolher” a ordem de duetos, trios e coros a interpretar, refere a organização.

O Festival encerra a 10 de julho com a atuação da Sinfonietta de Ponta Delgada, numa composição de cerca de 50 músicos, e direção do maestro Amâncio Cabral, que “remeterá o Largo do Colégio para fantasiosos cenários musicais hispânicos”, revela ainda o Coral de São José.

Segundo o presidente da direção do Coral, Ricardo Jorge Botelho, o Festival “é já uma tradição da agenda de verão em Ponta Delgada”, no histórico Largo do Colégio, num “palco a céu aberto” de várias manifestações artísticas.

O Festival Música no Colégio iniciou-se em 2012 com um programa distribuído por quatro noites e depois cinco.

Este ano, serão seis espetáculos gratuitos.

Em 10 anos, o Festival já totalizou 39 espetáculos vistos por cerca de 60.000 pessoas.

“Este não é meramente um projeto de animação. Esta experiência de concertos ao ar livre, gratuitos, num ambiente cosmopolita, é muito particular e muito contemporâneo. É uma relação direta com outras produções similares que decorrem em grandes centros urbanos”, destaca o presidente do Coral de São José, citado na nota.

A organização assinala que o Festival Música no Colégio representa “uma aposta na promoção da cultura, uma oportunidade de formar público nesses segmentos artísticos e potenciar a fruição de programas musicais de qualidade a locais e visitantes”.

Com “matriz erudita”, o evento disponibiliza concertos de música gratuitos “numa praça em plena malha urbana”, lê-se ainda na nota.

Pub