Festival Lagoa Bom Porto, festa em honra de São Pedro Gonçalves Telmo, arranca já esta quinta feira

O Festival Lagoa Bom Porto, festa em honra de São Pedro Gonçalves Telmo, arranca já esta quinta feira, dia 20 de junho, pelas 17 horas, no Porto dos Carneiros, na cidade de Lagoa, com a inauguração da exposição fotográfica “Além do Azul”, da autoria de Marcelo Borges, a abertura da Feira de Produtos Locais, promovida pela Câmara de Comércio e Indústria de Ponta Delgada (CCIPD) e a degustação do pastel de raia, um produto gastronómico, confecionado de propósito para este festival pela Escola de Hotelaria e Formação Turística de Ponta Delgada, com a colaboração do chefe Rui Medeiros.

O festival, organizado pela Associação de Pescadores da Lagoa Bom Porto Açores e pela Câmara Municipal de Lagoa, irá animar a zona do Porto dos Carneiros, durante os próximos quatro dias com várias atividades dirigidas a toda a população.

A exposição “Além do Azul”, de Marcelo Borges, é uma narrativa visual que aborda com objetividade os bastidores da arte piscatória, em particular do pescador tradicional lagoense. É composta por dez fotografias, um resumo e quatro apontamentos, que de forma figurativa representam a composição das embarcações e o espírito colaborativo presente nesta comunidade.

De acordo com o autor, este trabalho “não é mais do que uma extensão no tempo e uma singela homenagem àqueles que em terra ancoram o medo e vivem horizontes em constante desafio”.

No âmbito desta iniciativa, a edilidade lagoense procedeu ainda à pintura de um mural alusivo adequado ao Porto dos Carneiros e à atividade nele exercida.

Trata-se de um trabalho realizado pelos “Halfstudio”, um estúdio português de lettering e sign painting, criado por Mariana Branco e Emanuel Barreira, que desenvolve projetos em várias áreas criativas tendo como linguagem visual as letras volumétricas e layouts dinâmicos com mensagens impactantes e cores vibrantes.

Nos seus murais e intervenções de arte urbana, a mensagem é sempre inspirada pela comunidade onde a obra se insere.

Neste caso, a pintura foi inspirada no poema de Armando Cortês Rodrigues “A sinfonia da cor”, alusivo ao mar.