Festa tradicional e popular de São Martinho vai ser celebrada na Lagoa

À semelhança dos anos anteriores, as freguesias do Cabouco, Santa Cruz e Ribeira Chã irão celebrar o São Martinho, uma festa tradicional e popular que tem animado o mês de novembro no concelho lagoense.  

No dia 9 de novembro, pelas 20h30, a freguesia da Ribeira Chã irá comemorar a festividade com uma grande noite de São Martinho, no Centro Comunitário Padre João Caetano Flores, onde não faltarão as tradicionais castanhas, milho, vinho e música ambiente, sendo a  sua entrada livre.

Pelo 14º ano consecutivo, a freguesia de Santa Cruz irá festejar o São Martinho, junto ao Convento de Santo António, igualmente no dia 9 de novembro, a partir das 19h30, com o habitual desfile que irá percorrer as ruas da freguesia, seguindo-se do delicioso momento gastronómico, com um churrasco de frango grelhado, sardinhas, porco no espeto e canja de galinha. Helfimed, Grupo Som do Vento, Ruizinho e Suas Bailarinas, Pedro e Cátia  serão os artistas que irão animar o São Martinho na freguesia de Santa Cruz.

Por seu turno, a freguesia do Cabouco, numa organização dos Amigos de São Martinho, irá realizar a Feira Tradicional e Gastronómica de S. Martinho, de 15 a 17 de novembro, na Praça D. Amélia.

No dia 15 de novembro, a tarde, entre as 13h00 e as 17h00, será dedicada aos mais jovens, com a participação da Escola Básica Dr. Francisco Machado Faria e Maia, do Centro Social e Cultural do Cabouco e da Creche e Jardim de Infância “O Ninho”. Várias atividades irão animar as crianças da freguesia, nomeadamente os pula-pulas, seguindo-se, às 18h30, da abertura oficial da feira que contará com artesanato, prova de vinhos, enchidos e queijos. A partir das 19h00, iniciará o festival de petiscos, confecionados por diversas associações/ instituições da cidade de Lagoa, num evento animado por artistas regionais.

Já no dia 16 de novembro, a partir das 14h00, o programa da RTP Açores, “Atlântida”, será gravado na Praça Dona Amélia, seguindo-se do desfile das lojas Katalina´s, sendo que as sardinhas e o porco no espeto não faltarão para deliciar todos os presentes, ao som de vários artistas regionais.

No último dia da festividade, dedicado à cultura lagoense, pelas 14h30, irá decorrer o habitual cortejo etnográfico subordinado ao tema “Nobreza, Clero, Povo e Vindimas”, seguindo-se um momento musical de vários grupos lagoenses, nomeadamente: Grupo de Cantares Vozes do Monte Santo, Grupo de Cantares Tradicionais de Santa Cruz e o Grupo de Cantares Tradicionais do Cabouco.