Texto e Fotos: José Araújo
Pub

Realizou-se no pavilhão Municipal Carlos Silveira o jogo em atraso da 1ª jornada entre o Marítimo SC e o UF Entroncamento no passado dia 19 de novembro (domingo).

A equipa do Entroncamento, vinha desmoralizada com a derrota por 1–8 com o Candelária da Ilha do Pico, em jogo da 7ª jornada do CN 2ª Divisão Zona Sul.

Os primeiros seis minutos do encontro foram de bastante equilíbrio para ambos os conjuntos que se anulavam defensivamente. E foi num remate de longe que Carlos Fonseca do Entroncamento abriu o ativo, 1 – 0 e quatro minutos depois David Domingos fez o 2 – 0.

O Marítimo tentava tudo por tudo reduzir, mas os passes e finalização não queriam nada com os micaelenses. A equipa estava sobre pressão, mas na baliza adversária estava um GR muito atento e dando confiança aos demais colegas.

O Entroncamento aumentou ainda o resultado para 3 – 0 ao 12:56 por Francisco Ferreira, reduzindo o Marítimo para 1 – 3 pelo Pedro Soares aos 06:07, resultado com que terminou a 1ª parte.

E foi no primeiro minuto da segunda parte, que o Marítimo perdeu a oportunidade de reduzir num livre-direto não concretizado por Pedro Soares e num penálti também não marcado por Vasco Miranda, na sequência da anterior falta. Quem não marca sofre e o Marítimo sofre o 4 – 1 por intermédio de João Maia aos 21:21 e pouco depois o 5 – 1 por André Martins.

O Entroncamento ainda fez o 6 – 1 por Francisco Ferreira numa jogada de contra-ataque dos Continentais tendo o capitão do Marítimo Pedro Soares, reduzido ainda para 2 – 6 ao minuto 04:08.

Nos segundos finais do encontro e por expulsão de cartão azul a Paulo Dias, originou a marcação de um penálti, que não foi concretizado por Pedro Bezete do Entroncamento, tendo o jogo terminado de seguida com o resultado em 6 – 2 favorável aos Continentais.

Resultado justo para o Entroncamento, que veio a Ponta Delgada, somar mais três pontos com esta vitória na luta pela manutenção. Para o Marítimo não é nada fácil trabalhar com dois grupos, mas melhores dias virão e de pontaria afinada.

Constituição do Marítimo SC: GR Rogério Silva, GR Nuno Teixeira,Pedro Soares (cap.), Paulo Dias, Hugo Monteiro, Alexandre Resendes, Vasco Miranda, Marco Resendes, André Martins e Miguel Teves Pimentel.

Treinador Cristiano Agulhas

Disciplina: Paulo Dias (cartão Azul)

Marcador: Pedro Soares (2)

Constituição do UF Entroncamento: João Antunes, David Domingues, Mário Azevedo, André Martins, Francisco Ferreira, João Maia, Carlos Fonseca, Pedro Brazete, João Pouseiro e João Massa.

Marcadores: David Domingues (1), André Martins (1), Francisco Ferreira (2), João Maia (1), Carlos Fonseca (1).

Arbitragem de Fernando Lopes, Árbitro B e Teófilo Casimiro, Árbitro Internacional.

José Araújo

Para que o Hóquei Patins evolua o que fazer…

Para qualquer modalidade evoluir, e o hóquei não é exceção, torna-se necessário a divulgação com transmissões diretas dos Jogos via stream ou não, no Portal da Federação.

Este evento foi gravado e vai ser carregado até um máximo de 48 horas após o início do jogo, na Plataforma indicada pela Federação. O artigo 66º do Regulamento Geral do Hóquei Patins, refere que os clubes estão obrigados nos jogos em que atuem na condição de “equipa visitada”.

Assim pergunto, porque não são transmitidos em direto, o trabalho é o mesmo, mas mais fácil. Contatei o presidente David Vieira, que me referiu que a não transmissão dos jogos se deveu a uma decisão da direção do clube.

Não tenho nada a opor a esta decisão, mas com a obrigação da gravação e coloca-la no Portal da Federação o jogo fica sempre visível, mas sem aquela devida projeção, para com os seus associados e público amante da modalidade no Continente ou na Diáspora.

Fica aqui o meu apelo, para que sejam feitas transmissões diretas dos jogos a breve prazo, pois o Marítimo é o embaixador dos micaelenses na 2ª Divisão Nacional.

Pub