Pub

O atual executivo camarário pretende que, até ao final do presente mandato, o concelho de Ponta Delgada esteja dotado de 10 polidesportivos cobertos, anunciou, esta terça-feira, o Vice-Presidente da Câmara Municipal de Ponta Delgada (CMPD), Pedro Furtado.

“Neste momento, estamos a finalizar a cobertura do polidesportivo de São Sebastião, a investir na construção de um pavilhão nos Mosteiros, e contamos também, durante este mandato, fazer o mesmo na freguesia de Santa Clara. Com isto, passaremos a ter 10 infraestruturas deste tipo no concelho”, avançou o autarca.

Pedro Furtado falava na cerimónia de inauguração do Centro Cultural e Educacional da Fajã de Baixo – Francisco Faria que decorreu nesta freguesia pontadelgadense e nas imediações da nova infraestrutura desportiva.

“Com este décimo equipamento que vamos construir em Santa Clara, estaremos a cumprir, não só com a nossa Carta Desportiva – na altura, elaborada pelo Professor Fernando Melo -, mas também com o desígnio camarário de abranger o concelho na sua quase totalidade, servindo-o de estruturas desportivas na costa norte, na costa sul, a nascente e a poente”, reforçou o Vice-Presidente da CMPD, lembrando que, desde 2014, e apesar do contexto desfavorável, a autarquia garantiu a construção de sete novos polidesportivos cobertos.

“O atual quadro comunitário, que terminou em 2020, e que é, agora, prorrogado pelo PRR [Plano de Recuperação e Resiliência], não contemplava eixos de apoio à construção de infraestruturas desportivas, uma clara limitação aos nossos intentos e que significa que todos os equipamentos feitos em Ponta Delgada, nos Açores e restante país saíram dos orçamentos respetivos dos Governos, das Câmaras Municipais e das Juntas de Freguesia ”, recordou o autarca.

O Centro Cultural e Educacional da Fajã de Baixo – Francisco Faria é, portanto, o sétimo polidesportivo a ser inaugurado em Ponta Delgada no decurso dos últimos oito anos e foi edificado de forma a respeitar as normas estipuladas pela Federação Portuguesa de Futebol para a prática de desporto federado.

Numa cerimónia em que houve ainda lugar a uma homenagem póstuma ao fajanense Francisco Faria e ao descerramento da placa inaugural do edifício, Pedro Furtado sublinhou a importância da infraestrutura desportiva “para a comunidade local, para o desporto e, de um modo particular, para as crianças e jovens da freguesia”.

“Falamos aqui de um investimento que, não tendo rentabilidade financeira, terá seguramente uma rentabilidade social”, afirmou o autarca, convicto de que o equipamento contribuirá para a consolidação de “uma juventude ativa e saudável” no município.

Pub