Estratégia dos Açores para reduzir emissões de dióxido de carbono não passa pela redução do efetivo bovino

O Secretário Regional da Agricultura e Florestas afirmou que os Açores têm uma estratégia própria para reduzir as emissões de dióxido de carbono, pelo que não serão aplicadas na Região as medidas anunciadas pelo Ministro do Ambiente na área agrícola, no âmbito do Roteiro para a Neutralidade Carbónica para 2050.

“Em relação às medidas já anunciadas pelo Ministro do Ambiente, e no que se refere à questão pecuária, o que posso assegurar é que estas medidas não se aplicarão na Região porque temos Governo próprio”, salientou João Ponte.

O governante adiantou que, nos Açores, a redução das emissões de dióxido de carbono para a atmosfera passa por medidas no âmbito energético e não pela redução do efetivo bovino.

A estratégia açoriana consta do Plano Regional para as Alterações Climáticas, documento que já foi entregue na Assembleia Legislativa.

O Secretário Regional da Agricultura e Florestas frisou ainda que se pratica nos Açores uma agricultura de regime extensivo e com elevadas preocupações ambientais.

“Naturalmente que as preocupações gerais do Governo da República sobre a redução das emissões de dióxido de carbono também são partilhadas pelo Governo dos Açores, tanto assim é que a situação na Região é muito melhor do que aquela que se passa a nível do país”, disse João Ponte.