Pub

António Costa falou sobre o tema da recente trajetória do aumento do preço dos combustíveis no debate sobre o estado da nação, na Assembleia da República, na sequência de uma intervenção do deputado do PCP Duarte Alves, que se insurgiu contra as práticas das grandes petrolíferas e exigiu o controlo público do setor energético.

Na resposta, o primeiro-ministro disse que o Governo recebeu um relatório da Entidade Nacional de Segurança Energética, segundo o qual parte significativa do aumento “explica-se por um abuso das margens de comercialização”.

“Estamos a analisar este relatório, mas estamos também a criar o instrumento legislativo para que o Governo possa intervir e impedir abusos em matéria de preços da energia”, declarou o líder do executivo.

Antes, o deputado do PCP Duarte Alves tinha atribuído às “grandes petrolíferas” a responsabilidade pelos atuais preços dos combustíveis e exigiu que o Governo estabeleça um regime de preços máximos.

Pub

Depois de defender o controlo público deste setor, o deputado comunista insurgiu-se contra a distribuição de dividendos em empresas como a Galp e a EDP.

Pub