Endividamento do setor não financeiro sobe para 727 mil ME em abril

O endividamento do setor não financeiro aumentou em abril para 727,0 mil milhões de euros, mais 2,6 mil milhões de euros do que em março, de acordo com dados hoje divulgados pelo Banco de Portugal (BdP).

Do endividamento de 727,0 mil milhões de euros do setor do não financeiro (setor público e privado, excluindo empresas financeiras, como bancos) em abril, 326,1 mil milhões de euros eram referentes ao setor público e 400,9 mil milhões de euros ao setor privado.

Face a março de 2019, o endividamento do setor não financeiro aumentou 2,6 mil milhões de euros, uma subida que “resultou do incremento de 2,8 mil milhões de euros no endividamento do setor público, que foi parcialmente compensado pela redução de 0,2 mil milhões de euros no endividamento do setor privado”, segundo o BdP.

O banco central refere que a subida do endividamento do setor público “refletiu-se, sobretudo, no aumento do endividamento face ao setor não residente, ao setor financeiro e às próprias administrações públicas”.

Já no setor privado “observou-se, no essencial, uma redução do endividamento das empresas face ao setor financeiro”, redução essa que “foi parcialmente compensada pelo acréscimo do endividamento externo das empresas”.