Encontro Arquipélago de Escritores vai ter segunda edição em 2019

A iniciativa Arquipélago de Escritores, que decorre na ilha de São Miguel, vai ter uma segunda edição em 2019, de 14 a 17 de novembro, anunciou hoje o presidente da Câmara Municipal de Ponta Delgada.

O autarca José Manuel Bolieiro declarou, citado em nota de imprensa, que a nova edição do evento contempla o lançamento do prémio nacional “Arquipélago de Escritores”, a apresentação de um documentário sobre o poeta açoriano Emanuel Félix e a calendarização mais espaçada no tempo dos eventos, evitando-se assim a sobreposição dos mesmos.

Para o autarca, o primeiro encontro permitiu colocar Ponta Delgada no mapa, destacando-se uma “certa açorianidade”, a par de um “grau cultural e intelectual com que os Açores, os açorianos e, em particular os escritores, catapultam a região para um presente mais inspirado no orgulho no histórico, mas também na projeção futura” da intelectualidade insular.

A primeira edição do Arquipélago de Escritores foi dirigida pelo escritor Nuno Costa Santos e produzida pela agência nacional StorySpell, com o apoio da Fundação Luso-Americana para o Desenvolvimento (FLAD) e da Secretaria Regional da Educação e Cultura.

Estiveram presentes 13 participantes do continente, entre eles João Tordo, David Machado, Filipa Martins, Gonçalo M. Tavares, Sandro William Junqueira, Isabel Rio Novo, João Pereira Coutinho e Fernando Dacosta.

Dos Açores, estiveram presentes o homenageado Emanuel Jorge Botelho e João de Melo, que comemorou os 30 anos da publicação de “Gente Feliz Com Lágrimas”, a par de Álamo de Oliveira, Carlos Bessa, João Pedro Porto, Vamberto Freitas, Daniel Gonçalves, entre outros perfis literários.

A norte-americana Diana Marcum, que apresentou a sua obra inspirada nas suas viagens aos Açores, e os escritores Anthony Marra e Nathan Hill, ambos com obra publicada em mais de 20 países e milhões de livros vendidos em todo o mundo, também marcaram presença.

Para além da apresentação da nova edição do Arquipélago de Escritores, foi lançado na quinta-feira no Salão Nobre da Câmara de Ponta Delgada o terceiro número da revista literária Grotta, um projeto da editora Letras Lavadas coordenado por Nuno Costa Santos.