Emanuel Furtado: Política e afins – A Juventude Socialista em reunião Magna

No passado fim-de-semana, realizou-se o XIV Congresso da Juventude Socialista dos Açores. Os jovens socialistas açorianos reuniram-se em sessão magna para discutirem política e, neste caso em concreto, política à séria.

Para além da Moção Global de Estratégia, e já lá vamos, foram apresentadas 24 moções sectoriais. Isto é obra! Não há muitos partidos políticos em cujos Congressos se apresente esta quantidade de moções sectoriais. Mas mais do que a quantidade, o que se realça é a qualidade e, pelo que me foi dado a conhecer, a larga maioria foi de excelente qualidade. E isto só é sinonimo da constatação de que os jovens estão mais interessados na política do que poderíamos pensar e pretendem, cada vez mais, participar ativamente.

As moções apresentadas e votadas em Congresso são de uma abrangência bastante interessante. Vão desde as preocupações com a qualificação dos jovens, com a educação e com o desporto, passando pela emancipação jovem, pelas preocupações com a natalidade nos Açores e pelos problemas com a abstenção eleitoral. Abrangem, ainda, os temas da economia circular e das preocupações com as alterações climáticas.

Já no que se refere à Moção Global de Estratégia, intitulada “Por ti e Contigo”, levada a Congresso pelo recém-eleito presidente da Juventude Socialista dos Açores, Vilson Ponte Gomes, e aprovada por unanimidade, apraz-me dizer que foi muito bem construída, colocando a JS onde sempre esteve: do lado do combate às desigualdades, do lado do ensino público com qualidade, do lado do emprego digno e justamente remunerado, do lado das preocupações com o meio ambiente, do lado da irreverência e do inconformismo político, do lado das causas fraturantes – que mais cedo do que tarde se tornam estruturantes -, do lado dos jovens açorianos, de modo a ouvi-los, perceber as suas inquietações, os seus sonhos e as suas ideias.

O que aconteceu, nesse fim-de-semana, é um claro compromisso pela participação e pela credibilização da atividade política, o que, certamente, fará com que mais jovens se sintam identificados com o sistema político e com a democracia.

Bem hajam!!!