Em 2020 Cãmara da Lagoa vai continuar apostar na educação e cultura

A Câmara Municipal de Lagoa tem a educação e a cultura como áreas essenciais para o aprofundamento da cidadania. Nesse âmbito, pretende, em 2020, continuar a implementar uma política de investimento e apoio na educação permanente, quer formal, quer não formal, que contribui para a criação de massa crítica e de consciência cívica da comunidade.

A Câmara Municipal tem sido um verdadeiro parceiro dos estabelecimentos de ensino, sendo que os resultados escolares têm melhorado anualmente. Exemplo disso, é a Escola Secundária de Lagoa (ESL), que se tem distinguido das demais escolas da região, através das suas atividades, projetos e prémios alcançados, tornando-se uma referência de prestígio ao nível dos Açores. Assim, em 2019, na Escola Secundária de Lagoa, foram 43 alunos do ensino secundário, com média superior ou igual a 16 valores, que receberam um diploma de mérito académico.

Segundo o Plano e Orçamento para 2020, sempre em prol de uma melhoria escolar no concelho, de uma integração e despertar cultural dos jovens lagoenses, serão efetuadas, nas Escolas Básicas e Integradas, atividades de apoio à lecionação de temas do currículo regional destinadas a alunos do 2.º Ciclo que permitirá a visita de todos os alunos do 6.º ano, num total de nove turmas, aos núcleos museológicos. Para além disso, será facultada a Caderneta do Éduca, que contempla um guia de atividades educativas, no âmbito da educação não formal, dirigida aos alunos do 1.º ciclo do Ensino Básico, a quem é disponibilizada uma panóplia de atividades científicas, ambientais, culturais e desportivas, que visam o seu desenvolvimento enquanto crianças, despertando-os simultaneamente para o futuro, em que serão adultos e cidadãos ativos e conscientes, com conhecimento do território em que nasceram ou vivem.

Com a Escola Secundária de Lagoa (ESL) prosseguirá, também, o projeto das Sessões de Educação Política e para a Cidadania destinado a alunos do ensino secundário. Com uma turma do 7.º ano de escolaridade da mesma escola implementar-se-á o projeto de promoção da cultura e da história local, que tem como objetivo dar a conhecer a identidade e promover o património cultural, possibilitando aos alunos confrontarem-se com novas realidades sociais e culturais.

A ESL e o Município promovem, ainda, o Projeto Náutica/0 que, no presente ano letivo, duplicou a sua incidência, estando a ser implementado em todas as turmas do 7º e 8º ano daquele estabelecimento de ensino. Este projeto, ministrado pelo Clube Náutico de Lagoa, tem permitido a todos os jovens o contato com o meio aquático e desenvolvimento de competência de natação e de canoagem, culminando com a experiência de vela ligeira, na esperança de motivar os jovens lagoenses para hábitos de vida saudáveis pela prática desportiva em contato com o mar.

O plano de atividades para 2020, entendido como um projeto educativo e cultural concelhio, abre-se a mais instituições públicas e privadas, e compromete-se a desenvolver um trabalho ainda mais abrangente com uma comunidade aberta, que não se restringe aos limites concelhios. Desse modo, diversas parcerias e objetivos serão realizados, nomeadamente: com a Unesco, com as escolas e com os agentes culturais; Contribuindo para a literacia, formação e empregabilidade da comunidade; Interculturalidade e trabalho em rede insular, nacional e internacional; Educação cultural, promoção artística e da identidade local e Educação para a saúde e segurança rodoviária.

A nível cultural, tal como em anos anteriores, a Câmara Municipal irá colaborar e incentivar a produção cultural, realizada através dos movimentos associativos do concelho, reconhecendo a sua importância na elevação cultural.

Continuará, igualmente, a promover as tradições do concelho, nomeadamente os presépios que fazem parte da identidade cultural concelhia, continuando, assim, com o concurso de Presépios, realizado anualmente pela quadra natalícia, por forma a cativar mais lagoenses a participarem e a manterem vivas as tradições locais. O mesmo sofreu algumas alterações, que passaram pela votação online de todos os interessados, com um peso de 50% na decisão final, sendo que os prémios monetários aumentaram e os participantes tiveram que possibilitar a abertura dos Presépios ao público. De relembrar que, este concurso tem como principal objetivo promover a arte bonecreira lagoense, preservar uma tradição com grande significado no concelho e dinamizar o comércio local, através de uma maior vivência da quadra natalícia.

Por outro lado e, ainda nessa matéria, o município tem como principais objetivos para 2020, continuar a promover os Núcleos Museológicos do concelho; bem como realizar os tradicionais concursos de Maios e Presépios; apoiar as coletividades e associações; e desenvolver atividades socioculturais e pedagógicas.

As festas tradicionais, ligadas às tradições locais, continuarão a ser promovidas pela autarquia ou apoiadas por esta, como é o caso do Festival de Cantorias ao Desafio, nos Remédios; Festas de Santo António, em S. Cruz; Festival do Porto dos Carneiros, em honra de S. Pedro Gonçalves Telmo, no Rosário; Festa do Divino Espírito Santo, em Água de Pau e Festival de Malassadas, na Ribeira Chã. Atividades em que se privilegiam a participação dos grupos locais, costumes populares e a gastronomia local.