Pub

AÇORES 9 TV EM DIRETO

O Presidente da Câmara Municipal de Ponta Delgada, Pedro Nascimento Cabral, defendeu esta tarde que “neste preciso momento a voz das autarquias no processo de desenvolvimento e progresso do país é determinante para o sucesso do nosso futuro coletivo”.

O autarca, que falava na sessão de encerramento do VII Encontro Regional de Autarcas de Freguesia, promovido pela Associação Nacional de Freguesias (ANAFRE), sustentou que numa altura em que se exige do Poder Local “um novo nível de responsabilidade e eficácia. É mais do que tempo de valorizar a voz dos agentes locais nas decisões estruturais de desenvolvimento”.

O Presidente referiu ainda que, neste tempo dominado pela globalização recai sobre sobre o Poder Local a exigência de respostas concretas e imediatas o que exige mais meios humanos, técnicos e financeiros, razão pela qual, arguiu, “é sim tempo do Poder Local ser parceiro ativo, responsável e estratégico do desenvolvimento”.

No entender de Pedro Nascimento Cabral, “o Estado, a Região e as próprias Câmara Municipais têm que ter um olhar atento a cada uma das Juntas de Freguesia, com sentido de apoiar, cooperar e reforçar as parcerias, estimular o diálogo e ajudar a resolver os desafios do desenvolvimento”.

O autarca reiterou que os Presidentes de Junta conhecem a realidade das populações como ninguém, o que tem de ser valorizado com vista a efetivamente melhorar a qualidade de vida das pessoas.

O Presidente da Câmara Municipal de Ponta Delgada congratulou-se com a realização no Coliseu Micaelense deste encontro e com a pertinência dos temas analisados e debatidos: novas competências e um novo modelo de financiamento das freguesias; a transição digital e proximidade aos cidadãos; o ambiente, a sustentabilidade e responsabilidade social, ressalvando que “importa que esta reflexão tenha consequências positivas na nossa especificidade insular dispersa”.

Para o autarca, apesar dos recentes passos dados, há mais alguns e importantes degraus a subir pelo Estado para que, pela força da Autonomia Regional, a descentralização não se fique por um mero ato administrativo.

Na sessão de encerramento do VII Encontro Regional de Autarcas de Freguesia estiverem também o Coordenador da Delegação Regional dos Açores da ANAFRE, Manuel António Soares, e a Vice-Presidente da ANAFRE, Olga Freire.

Pub