Dois mortos em alegado caso de homicídio seguido de suicídio em Famalicão

Duas pessoas morreram hoje em Famalicão, distrito de Braga, num caso que leva as autoridades a suspeitar do homicídio de uma mulher seguido de suicídio do marido, disseram à Lusa fontes da Proteção Civil.

“Recebemos um alerta para um quadro de violência doméstica, referindo já um homicídio seguido de suicídio. Quando chegámos ao local, tinha já sido declarado o óbito de uma mulher de 56 anos. A um homem de 51 anos ainda foram prestadas manobras de suporte imediato de vida, mas acabou por morrer no local”, descreveu à Lusa Rui Costa, segundo comandante dos Bombeiros Famalicenses.

A mesma fonte acrescentou que o caso está a ser investigado pela Polícia Judiciária.

De acordo com fonte do Comando Distrital de Operações de Socorro de Braga, pelas 09:15, duas pessoas foram encontradas mortas em casa, suspeitando-se que “um homem matou a esposa e depois matou-se”.

De acordo com a página da Internet da Proteção Civil, o “suicídio/homicídio consumado” aconteceu em Gondifelos, Famalicão e para o local foram mobilizados 11 homens e seis viaturas.