O rácio atingido no primeiro trimestre deste ano supera o anterior recorde de 134,6% do PIB atingido no terceiro trimestre de 2016.

Segundo o banco central, em março, a dívida pública na ótica de Maastricht (a que conta para Bruxelas) voltou a atingir um valor recorde, aumentando 1.200 milhões de euros face a fevereiro para perto de 275.300 milhões de euros.

De acordo com o BdP, “esta subida da dívida pública refletiu essencialmente emissões de títulos de dívida”.

Os depósitos das administrações públicas, por sua vez, diminuíram 400 milhões de euros.

Líquida de depósitos, a dívida pública aumentou 1.600 milhões de euros em relação ao mês anterior, para 250.500 milhões de euros, acrescenta o banco central.

Já em termos homólogos, face a março de 2020, a dívida pública aumentou em 20.477 milhões de euros.