PUB

Um diplomata e um senador que acompanharam o Presidente do Brasil, Jair Bolsonaro, na sua recente viagem aos EUA, testaram positivo para o novo coronavírus, informaram fontes oficiais brasileiras esta sexta-feira.

Este é o quarto caso que afeta a delegação brasileira liderada por Bolsonaro, cujo teste deu negativo, mas que irá ser submetido a novo exame. O primeiro contágio foi o do chefe de imprensa da Presidência, Fabio Wajngarten.

A advogada Karina Kufa, tesoureira da Aliança pelo Brasil – novo partido de Bolsonaro -, também foi infetada ficará em isolamento durante dez dias.

PUB
Pub