Foto: JEdgardo Vieira

Os Açores contam hoje 304 casos ativos, depois de terem sido diagnosticados 40 novos casos de covid-19, todos em São Miguel, e de não se registarem recuperações, adianta a Autoridade de Saúde Regional.

Um dos diagnósticos de hoje diz respeito a “um viajante, não residente, com análise positiva ao 6.º dia”, explica o boletim diário da Autoridade de Saúde Regional, sendo que todos os outros contágios são em contexto de transmissão comunitária.

Vila Franca do Campo volta a ser o concelho onde se regista o maior aumento diário de casos – 27: quatro em Água d’Alto, cinco em Ponta Garça, um na Ribeira Seca, 10 em São Miguel e sete em São Pedro.

Há ainda um novo caso no concelho da Lagoa, na freguesia do Cabouco, um no Nordeste na freguesia da Lomba da Fazenda, seis em Ponta Delgada (três em São Sebastião, dois em São José e um nos Mosteiros) e cinco na Ribeira Grande (um na Ribeira Seca, um na Ribeirinha, dois em Santa Bárbara e um em Rabo de Peixe).

A Autoridade de Saúde Regional nota ainda que um caso que tinha sido “inicialmente alocado ao concelho da Lagoa – freguesia da Ribeira Chã –, se encontra a residir no concelho de Vila Franca do Campo, na freguesia de Ponta Garça, tendo sido agora alocado a esta freguesia”.

Não há qualquer registo de recuperações hoje.

A região continua com dez internamentos devido ao novo coronavírus SARS-CoV-2, todos no Hospital do Divino Espírito Santo, em Ponta Delgada, mas aumentou o número de pessoas em Unidade de Cuidados Intensivos (UCI), que são agora quatro.

Os Açores têm atualmente 304 casos positivos ativos, sendo 303 em São Miguel (81 no concelho de Ponta Delgada, 132 em Vila Franca do Campo, 46 no concelho do Nordeste, 28 na Ribeira Grande, 12 no concelho da Lagoa, e quatro no concelho da Povoação) e um na ilha Terceira, na freguesia de Nossa Senhora da Conceição, do concelho de Angra do Heroísmo.

Em São Miguel, os concelhos do Nordeste e Vila Franca do Campo estão em nível de alto risco de contágio, sendo que os restantes – Lagoa, Ponta Delgada, Ribeira Grande e Povoação – são considerados de médio risco.

Todos os concelhos das restantes ilhas do arquipélago estão no nível de muito baixo risco de transmissão do novo coronavírus.

Existem cinco níveis de risco: muito baixo (menos de 25 casos por 100 mil habitantes), baixo (entre 25 e 49 casos por 100 mil habitantes), médio (entre 50 a 74 casos por 100 mil habitantes), médio alto (entre 75 e 99 casos por 100 mil habitantes) e alto (mais de 100 casos por 100 mil habitantes).

Desde o início da pandemia foram diagnosticados 4.471 casos positivos de covid-19 nos Açores.

Morreram 30 pessoas, 4.028 recuperaram, saíram do arquipélago 67 e 42 apresentaram prova de cura anterior.

Foram extintas, até hoje, 199 cadeias de transmissão local e foram realizados 409.881 testes de diagnóstico.

A região já vacinou 56.725 pessoas com 15 ou mais anos, das quais 17.722 já levaram as duas doses da vacina contra a covid-19. Mais informação em: https://vacinacao-covid19.azores.gov.pt.

covid 11 abr