Pub

Em comunicado o Comando Regional da PSP adianta que o homem de 28 anos foi detido, na quarta-feira, “fora de flagrante delito”, pela “presumível autoria de um concurso de crimes – crimes de furto qualificado, furto simples, ameaças, introdução em local vedado ao público e detenção de arma proibida”.

O homem é “natural da freguesia de Santa Cruz, concelho de Lagoa”, e segundo a polícia, no decurso da investigação foi possível recolher “provas que indiciam fortemente” o suspeito.

De acordo com a polícia, em todos os alegados furtos o suspeito terá “utilizado práticas de arrombamento e escalamento para aí se introduzir e se apoderar de dinheiro, equipamento informático, combustível, ferramentas e utensílios de construção civil, ananases e outros objetos com expressão económica”, que “depois serviram de moeda de troca para aquisição de produto estupefaciente para seu consumo”.

“Atendendo à gravidade destes crimes e aos contornos e frequência em que vinham ocorrendo, foram efetuadas um conjunto de diligências de caráter prioritário e urgente, que permitiram recolher vários elementos probatórios que indiciam fortemente o detido como principal e único autor dos ilícitos criminais, tornando-se assim a sua detenção fulcral para o restabelecimento da tranquilidade pública e o sentimento de segurança da comunidade lagoense”, sublinha a PSP.

Pub

O comando regional adianta ainda que o detido, que “já contava com vários antecedentes criminais”, foi presente perante a autoridade judiciária, “tendo-lhe sido aplicada a medida de coação de prisão preventiva”.

Pub