Detido por Tráfico de Droga na cidade de Lagoa em Prisão Preventiva

A Divisão Policial de Ponta Delgada, através de polícias da Esquadra de Investigação Criminal,
desencadeou no dia 19 de Junho, uma operação policial na cidade de Lagoa, da qual veio a resultar a
detenção em flagrante delito de 1 cidadão do género masculino de 20 anos, suspeito da prática de um
crime de tráfico de estupefacientes.
Na sequência de uma investigação desenvolvida por uma Brigada Anticrime, especialmente vocacionada
para o combate a este fenómeno criminal, a qual decorria há cerca de sete meses, na freguesia do
Rosário, concelho de Lagoa, foi dado cumprimento a uma busca domiciliária, da qual veio a resultar a
detenção do suspeito, o qual se encontrava na posse de diferentes tipologias de estupefaciente, em
concreto haxixe, heroína entre outras substâncias ilícitas, sendo que as referidas quantidades de
estupefaciente e as condições em que o material foi apreendido indiciam fortemente de que se
destinavam ao guarnecimento de mais 285 doses individuais para posterior venda a consumidores.
Durante a busca realizada na residência do suspeito foi ainda possível proceder à apreensão de outros
objectos e artigos, potencialmente relacionados com a conduta ilícita praticada pelo arguido, sendo de
destacar a apreensão de cerca de 5845 euros em numerário, relativamente aos quais existe a forte
suspeita de resultarem da actividade criminosa praticada pelo arguido.
No decurso da investigação foi possível reforçar as fortes suspeitas de que o arguido se encontra
fortemente ligado ao tráfico de droga, na medida em que se tratou da segunda ocasião, no período
temporal de seis meses, em que suspeito foi detido, uma vez que já no passado mês de Janeiro de 2019
havia sido presente perante as Autoridades Judiciárias na sequência de ter sido detectado na posse de
aproximadamente 225 doses de estupefaciente. devidamente acondicionado para venda a consumidores.
De salientar que aquando da primeira detenção do arguido foi possível apreender cerca de 2500 euros
provenientes da respectiva actividade ilícita, entre outros artigos por ele utilizados para a prática do crime
em investigação.
O arguido, após ter sido detectado em situação de reincidência na prática de mesmo tipo de crime, ao ser
sujeito novamente a primeiro interrogatório judicial no Tribunal de Ponta Delgada, foi-lhe decretada a
medida de coacção de prisão preventiva, razão pela qual ficará a aguardar os ulteriores termos do
processo no Estabelecimento Prisional de Ponta Delgada.
A Divisão Policial de Ponta Delgada informa que a detenção do arguido, o qual já assumia uma posição
de relevância no tráfico de droga desenvolvido na cidade de Lagoa e com natural impacto noutras
localidades da ilha de São Miguel, permitiu um golpe cirúrgico no recente recrudescimento da referida
actividade criminosa que, insistentemente, se revela como um dos principais obstáculos à saúde e
segurança pública da comunidade micaelense.