Descoberto mecanismo que forma vírus da gripe A

Investigadores do Instituto Gulbenkian de Ciência descobriram o local onde os vírus da gripe A montam os seus genomas dentro das células infetadas, o que pode contribuir para terapêuticas que previnam ou combatam novas estirpes de vírus da gripe.

O vírus da gripe A é conhecido por formar novas estirpes todos os anos e um novo estudo do Grupo de Biologia Celular da Infeção Viral do Instituto Gulbenkian de Ciência (IGC) descobriu onde encaixa o genoma do vírus da gripe A dentro das células infetadas.

Um comunicado do instituto explica que as estirpes “resultam de pequenas variações que acontecem ao nível do genoma, que fazem com que o vírus se torne diferente e deixe de ser reconhecido pelo sistema imune”.