Deputados dos Açores na Assembleia da Republica juntam-se num voto de pesar pelo falecimento de Gustavo Moura

Faleceu, no passado dia 9 de setembro, Gustavo Manuel Soares Moura.

Defensor intransigente dos valores autonómicos, Gustavo Moura marcou de forma indelével o jornalismo açoriano, pelo profissionalismo e dedicação que lhe consagrou ao longo dos mais de 50 anos de carreira.

Nascido a 16 de Janeiro de 1934, na freguesia de São Pedro, ilha de S. Miguel, foi jornalista de profissão, tendo iniciado a atividade em março de 1947. Foi, entre outras funções, director do diário “Açores” e do jornal “Açoriano Oriental”, o mais antigo jornal português. Foi, também, correspondente de imprensa nacional e estrangeira, como do “Diário de Lisboa”, do “Mundo Desportivo”, da “BBC” e da “France Press”, e representante da Região Autónoma dos Açores no Conselho de Opinião da RTP.

Foi condecorado, em 1993, pelo Chefe do Estado-Maior da Armada, com a medalha naval Vasco da Gama. Em março de 2001, recebeu o diploma de Mérito Municipal pela Câmara Municipal de Ponta Delgada e, em Setembro de 2001, por ocasião do 25° aniversário da instalação da Assembleia Legislativa da Região Autónoma dos Açores, foi condecorado pelo Presidente da República, com o grau de Grande Oficial da Ordem de Mérito. Em 2010, foi agraciado com a Ordem Autonómica de Reconhecimento atribuída pela Assembleia Legislativa da Região Autónoma dos Açores.

Assim, reunida em sessão plenária no dia 11 de setembro de 2019, a Assembleia da República exprime o seu pesar pelo falecimento de Gustavo Moura e endereça aos seus familiares e amigos as suas sentidas condolências.

Palácio de São Bento

Os Deputados,

  • (Carlos César)
  • (Lara Martinho)
  • (João Castro)
  • (Berta Cabral)
  • (António Ventura)