Deputados do PS exigem pedido de desculpa ao PSD, CDS e PPM por acusações injustificadas

 

 

“Exigimos que façam um pedido de desculpa ao Partido Socialista, por terem feito um conjunto de intervenções, um conjunto de interrogações e criticas que, na sua maior parte, não tinha qualquer tipo de fundamento”, afirmou Francisco César.

A exigência do Grupo Parlamentar do PS/Açores é feita ao PSD, CDS e PPM que, na véspera, acusaram infundadamente o Partido Socialista, em relação aos trabalhos da Comissão de Inquérito ao Setor Público Empresarial Regional e Associações Públicas.

Para Francisco César não há dúvida que os recentes dados, que vieram a público, “contrariam tudo aquilo que os partidos proponentes da Comissão de Inquérito acusaram o Governo dos Açores, e por seu intermédio o Partido Socialista, de esconder”.

Ontem, o PSD, CDS e o PPM acusaram o Governo de não ter entregue relatórios “que afinal não os tinha que fornecer, pois não estavam no âmbito da Comissão”, recordou o vice-presidente da bancada socialista.

Francisco César explicou que na sequência da conferência de imprensa do GPPS da véspera, nesse mesmo dia, o Presidente da Comissão, reconheceu o lapso em relação ao Grupo EDA, mas só no dia seguinte, retificou o pedido ilegal que foi enviado ao Governo dos Açores.

Insistiu na explicação que é devida ao Partido Socialista e ao Bloco de Esquerda, por não terem acesso a informação que foi partilhada com os outros três partidos: “Há por um lado uma omissão de informação ao Partido Socialista e há um fornecimento de informação ao Partidos que são proponentes da Comissão”.

Para Francisco César esta “não é uma forma transparente de trabalhar, não é uma forma democrática de trabalhar”, pelo que na reunião de quinta-feira vão exigir que se perceba qual o verdadeiro objetivo da Comissão.

Notícias relacionadas