Pub

“Em nome do PS/Açores deixo aqui, desde já, toda a solidariedade e disponibilidade para trabalharmos em conjunto, em prol do povo madeirense e do povo açoriano, desde logo na defesa das nossas Autonomias, uma batalha que todos unidos temos de travar e vencer”, afirmou Vítor Fraga, este sábado.

O membro do secretariado do PS/Açores, que representou o Presidente do PS/Açores no XIX Congresso Regional do PS/Madeira, a decorrer este fim-de-semana no Funchal, assegurou ainda que o Partido Socialista “já demonstrou ser o partido mais bem preparado para defender as autonomias regionais”.

Pub

Referindo-se aos tempos desafiantes com que hoje somos confrontados, e que exigem uma superação permanente, o socialista destacou igualmente que “as autonomias se mostraram fundamentais para a defesa das populações das regiões insulares”, sobressaindo a necessidade de aprofundamento das mesmas.

“Temos de dotar de mais e melhores ferramentas os nossos territórios, para a defesa dos próprios e das nossas pessoas. Esta é uma batalha que temos de estar unidos, para a travarmos em conjunto, e será uma batalha que certamente a iremos vencer”, acrescentou Vítor Fraga.

Salientando que nos Açores a confiança que o partido tem recebido ao longo dos anos para continuar a governar, resulta do trabalho no qual o PS, em conjunto com os Açorianos “tem procurado encontrar sempre as melhores respostas aos desafios que nos são colocados diariamente, tem conseguido manter o ímpeto reformista que o caracteriza, tem colocado sempre as pessoas no centro do desenvolvimento das políticas e onde a solidariedade e a justiça social tem se mantido sempre com uma enorme prioridade”.

Nesse sentido, e apesar de uma realidade distinta da do arquipélago da Madeira, devido à dispersão geográfica dos Açores, Vítor Fraga sublinhou que quando confrontados com a pandemia, a Região “tinha uma melhor capacidade financeira para enfrentar os desafios com que fomos confrontados”, permitindo que o Governo dos Açores “adotasse medidas de emergência para minorar os prejuízos sociais e económicos, efetuar um reforço dos apoios existentes e a criação de novos instrumentos de auxílio”.

“Foram criadas mais de 120 medidas para apoiar as famílias, o setor social, as empresas, e garantir a manutenção de emprego e rendimento das famílias. Foram criadas mais de 50 medidas de proteção de saúde pública, e o nosso Serviço Regional de Saúde foi reforçado em 129,8 milhões de euros ao nível do investimento”, afirmou.

“É este inconformismo, esta inquietude, este ímpeto reformista que caracteriza o PS, e que faz com que nos apresentemos a todos os Açorianos como uma escolha segura para proteger a saúde de todos, sempre, mas particularmente neste momento. A escolha segura para garantir o nível de emprego mais elevado, e a taxa de desemprego mais baixa, para manter e reforçar o apoio às famílias e empresas”, acrescentou Vítor Fraga.

Pub