Cruzeiro das Ilhas certificado pela DGRM

Seja o primeiro a partilhar esta notícia

No seguimento da inspeção e provas de mar da embarcação Cruzeiro das Ilhas realizadas no passado dia 09 de abril de 2019 pela Direção-Geral de Recursos Naturais, Segurança e Serviços Marítimos (DGRM), foi considerado estarem reunidas as condições para a emissão dos certificados de segurança e navegabilidade, o que deverá ocorrer no decurso da próxima semana, data a partir da qual o navio será integrado na operação da Atlânticoline.

A embarcação Cruzeiro das Ilhas esteve em doca seca, nos estaleiros navais da Madalena–Naval Canal, entre finais do mês de novembro de 2018 e meados do mês de março de 2019, para a realização de uma extensa intervenção na reabilitação do casco e substituição das máquinas principais por duas máquinas novas, de acordo com o plano de manutenção preventiva da Atlânticoline, num investimento que ascendeu a cerca de 400 mil euros, garantindo-se, desta forma, a extensão de vida útil do navio em integrais condições de segurança para o equipamento, passageiros e tripulações.

Foram também melhoradas as condições de transporte de doentes, tendo sido criado espaço para a instalação de mais uma maca, num total de três.

Recorde-se que o Cruzeiro das Ilhas entrou em atividade na década de oitenta do século passado, em resultado de uma encomenda realizada pela Região, tendo sido construído pelos Estaleiros Navais de São Jacinto, localizados em Aveiro, Portugal. Tem uma lotação de 193 passageiros e 5 tripulantes.

Entre 28 de abril a 5 de maio o navio ropax Gilberto Mariano deslocar-se-á a Ponta Delgada, em São Miguel, para a realização de certificação obrigatória anual dos meios de salvamento e manutenção preventiva às máquinas principais e geradores, bem como pequenos trabalhos de reparação de pintura, cujo investimento estimado ascende a 130 mil euros.

Este navio estreou a sua atividade ao serviço da Atlânticoline em 2014, transportando até 296 passageiros, 9 tripulantes e até 12 viaturas com tonelagem igual ou inferior a 3,5 toneladas.