Pub

A Vereadora da Câmara Municipal de Ponta Delgada Cristina Canto Tavares destacou, esta segunda-feira, a importância de eventos pedagógicos e lúdicos como o “Física Viva” na “escolha vocacional” dos jovens alunos do concelho.

A autarca falava à saída do espetáculo de ciência “Física Viva,” uma iniciativa da Universidade de Aveiro que surge integrada no projeto Macaronight, cujas atividades decorrerão no  Coliseu Micaelense, em Ponta Delgada, até ao próximo dia 30 de setembro.

“Esta é uma excelente forma de cativar os nossos alunos e jovens num ponto-chave do seu desenvolvimento; as abordagens lúdicas ajudam a desmistificar a ciência e, paralela e informalmente, vemo-las a lançar as bases para a construção de novas ambições pessoais e eventuais projetos profissionais de futuro”, salientou Cristina Canto Tavares, que, do elenco camarário, tem à sua responsabilidade o pelouro da Educação.

O espetáculo “Física Viva” iniciou-se com uma apresentação de luz laser e cor, e percorreu diversos ramos científicos da Física, como Ondas, Mecânica, Termodinâmica e Eletromagnetismo, convidando alunos da Escola Secundária Antero de Quental a interagirem e participarem das experiências realizadas em palco.

No próximo dia 30 de setembro, e ainda no âmbito do projeto Macaronight, o Coliseu Micaelense vai acolher “A Noite Europeia dos Investigadores”, nova iniciativa de cariz científico a contemplar demonstrações, palestras, ateliers e conversas com os cientistas.

Pub