Pub

Azórica, Miguel Garcia, apelou hoje a uma maior sensibilização dos consumidores açorianos para a produção biológica e ao crescimento da capacidade de absorção de produtos no mercado.

“Apesar dos progressos da agricultura biológica, há muito caminho a percorrer. Não basta orgulharmo-nos com a evolução que a produção tem desenvolvido a seu custo, se não fizermos crescer a capacidade de absorção dos seus produtos nos mercados”, afirmou, na sessão de abertura da sétima edição da Biofeira, organizada pela Bio Azórica, em Angra do Heroísmo, na ilha Terceira.

Segundo números divulgados pelo secretário regional da Agricultura, a área de produção em modo biológico nos Açores aumentou 630%, entre 2019 e 2022, ocupando 3.569 hectares, e o número de produtores cresceu 130%.

Miguel Garcia reconheceu o crescimento do setor, mas alertou para a necessidade de sensibilizar os consumidores locais.

“Numa conjuntura de recessão e incertezas, de escassez de matérias-primas, de combustíveis mais caros, de produções esgotadas, de orçamentos muito mais curtos, de inflação, é preciso sensibilizar mais a comunidade para as vantagens da produção e consumo locais e é preciso reconhecer o esforço de quem tem desbravado o caminho para a autonomia alimentar”, frisou.

O presidente da cooperativa Bio Azórica, criada há mais de duas décadas na ilha Terceira, defendeu que a agricultura biológica está cada vez mais a afirmar-se como uma solução para o futuro.

“O tempo em que os céticos se riam da ideia de que a agricultura biológica poderia ter pernas para andar já passou. A agricultura biológica vai-se afirmando e é cada vez mais uma certeza e cada vez mais usual por todo o mundo”, apontou.

De acordo com o responsável, no “mundo novo em que vivemos, com novas doenças, com novas guerras, com novos desastres naturais, com novas incertezas, a agricultura biológica e os seus princípios são cada vez mais uma solução e uma obrigação em simultâneo”.

“Acreditamos que já não há retorno”, acrescentou.

A Biofeira, que nesta edição se insere no Fórum Açores Bio, promove, até domingo, palestras e ‘’workshops’ temáticos sobre a agricultura biológica.

O programa incluiu ainda atividades para crianças e animação musical, havendo também um espaço de restauração e um mercado de produtos biológicos.

Pub