Pub

A UNILEITE – União das Cooperativas Agrícolas de Laticínios da Ilha de São Miguel, decidiu aumentar o preço do leite pago aos seus produtores associados em 8 cêntimos a partir de 01 de outubro.

Em comunicado, o presidente do conselho de administração, Pedro Tavares, assinala que “esta subida, a maior realizada em S. Miguel, vai contribuir significativamente para o equilíbrio das contas dos produtores que têm vindo a sofrer com o forte aumento do custo dos fatores de produção”.

O responsável notou que, num ano, houve várias subidas no preço de leite pago ao produtor, representando, em média, um acréscimo de 21 cêntimos.

“Desde que a UNILEITE reuniu condições financeiras para ajustar o preço à produção e iniciar uma trajetória de valorização do leite ao produtor, estes aumentos representam em média um acréscimo na ordem dos 21 cêntimos, comparativamente com os preços praticados em setembro de 2021”, descreve.

De acordo com o conselho de administração, este novo “aumento significativo, mas necessário para os produtores, só é possível pela condição atual de estabilidade financeira da empresa”.

“Ao longo dos três últimos anos, temos vindo a trabalhar arduamente com os nossos parceiros institucionais e comerciais, no sentido de reverter a posição fragilizada em que o setor produtivo se encontra na cadeia de distribuição”, refere.

O setor leiteiro representa um dos principais pilares da economia dos Açores, gerando milhares de postos de trabalhos, dependendo dele milhares de agregados familiares.

Pub