PUB

A Câmara Municipal de Lagoa congratula-se com o lançamento da primeira pedra do Hospital Internacional dos Açores (HIA), no próximo dia 19 de junho, numa cerimónia que terá lugar no NONAGON – Parque de Ciência e de Tecnologia de São Miguel, às 14h00 e que levará dois anos a ser construída.

Efetivamente, o HIA será a primeira unidade hospitalar privada do arquipélago dos Açores, situado na Lagoa e pretende reforçar a prestação de cuidados de saúde da região, apostando numa forte oferta de serviços de qualidade e inovadores, onde os serviços hoteleiros, a tecnologia dos equipamentos e a distinção dos recursos humanos constituirão a pedra basilar do projeto.

Desse modo, está previsto o funcionamento do Hospital em 2020, onde a infraestrutura do mesmo terá uma fachada moderna e funcional, com cerca de 12.500m2 divididos por 3 pisos, cujo investimento financeiro se situará próximo dos 30 milhões de euros, prevendo-se que, o capital humano atinja os 350 colaboradores.

PUB

Para a Presidente da Câmara Municipal de Lagoa, Cristina Calisto, “a construção do Hospital Internacional dos Açores, na Lagoa, trará prestígio ao concelho, direta e indireta, sendo, desse modo, um projeto gerador de riqueza. Efetivamente, a construção do HIA na Lagoa, é a concretização de uma ambição do atual executivo, que virá reforçar todos os setores de atividades do concelho, espelhando, algumas prioridades do município em matéria de dinamização empresarial, desenvolvimento económico e turístico”.

O Centro Cardiovascular dos Açores, com cirurgia vascular e cirurgia cardíaca, o Centro de Cirurgia Laparoscópica, o Centro de Urologia dos Açores e as Unidades de Cuidados Intensivos e Neurocirurgia, serão as unidades funcionais de maior diferenciação e inovação tecnológica.

Por seu turno, o Bloco Operatório será constituído por 3 salas operatórias, uma das quais híbrida, enquanto que, o internamento contará com cerca de 60 camas, incluindo camas para Maternidade e Pediatria, e o ambulatório integrará diversos gabinetes para acolher as cerca de 40 especialidades que estão previstas. Outra área com uma forte estrutura será a dos meios complementares de diagnóstico, onde estarão presentes um laboratório de Análises Clínicas e outro de Anatomia Patológica, os Centros de Função Respiratória, de Estudos Neurofisiológicos e de Audiologia e um serviço de Imagiologia integrado com disponibilidade de Tomografia Axial Computorizada (TAC’s), Ressonância Magnética, Densitometria, Ecografia, Mamografia, Pac’s de Digitalização Fina e Raios X digital.

De salientar que, os serviços de Atendimento Permanente de Medicina Geral e Familiar e de Pediatria funcionarão 24 horas por dia, com o apoio do transporte de ambulâncias próprio.

Para a autarquia lagoense, o facto do HIA pretender servir toda a população residente do arquipélago, mas também estabelecer uma relação privilegiada com a comunidade emigrante e estrangeira no âmbito do Turismo de Saúde, é também uma mais valia, favorecendo a atratividade de um turismo de saúde e uma segurança para todos os visitantes da Lagoa. Efetivamente, o HIA previu diversos pacotes de Hotelaria/Saúde que colocarão a Lagoa e os Açores na rota do Turismo Médico Internacional.

Pub