China deteta um caso nas últimas 24 horas

A China diagnosticou, nas últimas 24 horas, um caso importado da covid-19, anunciaram hoje as autoridades.

A Comissão de Saúde da China indicou que o novo caso importado foi detetado em Xangai, a “capital” financeira da China.

As autoridades de saúde chinesas informaram ainda que, nas últimas 24 horas, três pacientes receberam alta, pelo que o número de pessoas infetadas ativas fixou-se em 79, incluindo cinco em estado considerado grave.

Segundo dados oficiais, desde o início da epidemia, a China registou 82.993 infetados e 4.634 mortos devido à covid-19, a doença causada pelo novo coronavírus. Até ao momento, 78.280 pessoas tiveram alta.

As autoridades chinesas referiram que 743.386 pessoas que tiveram contacto próximo com infetados estiveram sob vigilância médica na China, 5.796 das quais permanecem sob observação.

A nível global, segundo um balanço da agência de notícias AFP, a pandemia de covid-19 já provocou mais de 346 mil mortos e infetou mais de 5,5 milhões de pessoas em 196 países e territórios.

Quase 2,2 milhões de doentes foram considerados curados.

A doença é transmitida por um novo coronavírus detetado no final de dezembro, em Wuhan, uma cidade do centro da China.