Pub

A propósito da discussão na Assembleia Legislativa Regional dos Açores de uma proposta de alteração, apresentada pelo PAN, ao Decreto que estabelece o regime jurídico de actividades sujeitas a licenciamento das Câmaras Municipais, o deputado do CHEGA apontou o dedo ao PAN e ao BE, acusando-os de quererem acabar com as tradições dos Açores, nomeadamente com as touradas.

Intervindo no debate, José Pacheco reconheceu que o tema, pela forma como foi apresentado, leva a que “qualquer pessoa que esteja em casa a ver, numa primeira análise, a admitir que ferrar um touro, de facto, é um absurdo”.

Todavia, avançou o deputado, é assim que se começa a destruir a cultura. “Vamos devagarinho, pé ante pé, até à vitória final. Incrivelmente até o BE se associou à proposta apresentada e depois vêm falar de populismos. Populismo é isto que estão a fazer que é, aos poucos, irem metendo a vossa agenda”, disse, admitindo que, no fundo, o que aqueles partidos querem é “acabar com as touradas, e isso é só o começo”.

Por entender que a tourada é uma tradição nos Açores, e é cultural, o deputado deixou claro que uma vez que o CHEGA defende a cultura dos Açores, também defende as touradas, sendo que, “quem quiser ir às touradas vai, quem não quiser não vai”, disse a propósito.

Pub

Por outro lado, José Pacheco referiu ainda ficar surpreso que alguns partidos sejam tão defensores dos animais, mas, frisou, “parece que não o são de todos”.

Para o parlamentar, a defesa dos animais deve ser uma missão de todos os cidadãos, chamando a atenção que não se podem escolher determinados animais e considerando que a defesa do bem-estar animal deve incluir todos os animais, no seu todo, do mais pequeno ao maior.

José Pacheco questionou, como exemplo ilustrativo, “quem defende o bem-estar de ratos, pulgas ou até carrapatos. Se é para defender o bem-estar dos animais, que sejam de todos. Isto é que é populismo, se querem defender, que defendam todos. Não enganem as pessoas que estão em casa, pessoas que toda a sua vida, nos Açores, sempre souberam tratar bem os animais. Não estraguem a tradição”, advertiu.

Dirigindo-se à bancada do PAN e do BE, José Pacheco lançou o repto pedindo aos deputados que “sejam honestos e assumam que o que querem é acabar com as touradas. Não sejam é hipócritas que, aos poucos, vão tentando chegar ao vosso objectivo final”, comentou.

“Deixem a nossa tradição em paz e deixem a ilha Terceira, ou a Graciosa ou São Jorge que vivem esta tradição também em paz”, advertiu o deputado do CHEGA que concluiu observando que “não tarda até a pombinha do Espírito Santo não vai escapar”.

Facebook Notice for EU! You need to login to view and post FB Comments!
Pub