A exposição “Sob o peso frágil Da pálida abóbada” vai estar patente, a partir de sábado e até 30 de maio, no Arquipélago – Centro de Artes Contemporâneas, em São Miguel, onde serão exibidas esculturas da coleção deste espaço.

Nas caves do Arquipélago vai ser possível ver esculturas dos artistas Carolina Rocha, Daniel Oliveira, Graça Costa Cabral, Miguel Leal, Noémia Cruz e Rui Chafes.

“Pensar uma exposição é pensar também no espaço que a alberga e as caves do Arquipélago são especiais, estão muito longe do ‘white cube’ (o espaço normalmente criado para se mostrar arte)”, explica o diretor do espaço, João Mourão, citado em nota de imprensa enviada hoje pelo centro de artes.

As peças selecionadas “são elas próprias convites para viagens pela subjetividade artística”, onde, “mais do que construir uma narrativa”, interessa “que seja o visitante a criar a sua própria história”, afirma o responsável.

Esta exposição resulta de um projeto de auscultação pública onde “um dos pontos levantados pelos inquiridos tem sido o desconhecimento sobre a coleção deste Centro”.

Por isso, o espaço cultural pretende “que a coleção vá ganhando novas perspetivas de abordagem, novas possibilidades de exposição e de cruzamento que permitam ao público conhecer o espólio de arte contemporânea que o Governo Regional dos Açores tem reunido nos últimos anos”.