CDS Açores diz que em primeiro lugar a mobilidade dos açorianos

No âmbito das jornadas parlamentares a decorrer na ilha do Faial, o Grupo Parlamentar do CDS reuniu hoje com a Câmara de Comércio e Indústria da Horta. Na agenda da reunião estiveram a mobilidade e as acessibilidades na Região e nomeadamente na ilha do Faial, bem como a dinamização da economia local.

Em declarações prestadas no final da reunião, Artur Lima, Presidente do CDS e líder do Grupo Parlamentar, referiu que “as condições de mobilidade dos açorianos têm que, de uma vez por todas, reger-se por um princípio fundamental: em primeiro lugar, servir os açorianos”. Para Artur Lima “é incompreensível que um açoriano precise de se deslocar por questões de saúde, por questões profissionais ou outras do seu quotidiano, e não o consiga fazer”.

Reconhecendo que o turismo é indispensável para o crescimento económico e social da Região, para o presidente do CDS, “este interesse não se pode sobrepor ao objetivo maior das políticas de mobilidade que é servir os açorianos”. Segundo Artur Lima, “no limite, o Turismo não pode pôr em causa a mobilidade dos açorianos”.

Referindo-se em concreto às acessibilidades e à mobilidade na ilha do Faial, o Presidente do CDS, afirmou que “os faialenses podem contar com o CDS” e recordou que “a Assembleia Regional aprovou por unanimidade uma proposta de resolução do CDS que solicita a reposição dos voos de ligação a Lisboa da TAP” e que “a sua concretização apenas depende da vontade política entre os dois governos socialistas”.