Carlos César recebeu hoje “uma forte ovação” da Comissão Regional do PS/Açores

A Comissão Regional do PS/Açores, órgão máximo do partido entre Congressos, promoveram uma “forte ovação” ao presidente do partido, Carlos César, que optou por não ser de novo candidato à Assembleia da República, como forma de reconhecer a sua “determinação, empenho e trabalho” em nome do partido e dos interesses da região ao longo da sua carreira política.

No entender de Vasco Cordeiro, foi “um trabalho que tem algumas constantes, de determinação, de empenho, de capacidade de trabalho, de serviço, mas que tem sobretudo uma constante ao longo desses mais 40 anos que para nós é particularmente relevante. Essa constante é os Açores. Foi neste percurso político uma ideia, uma realidade bem presente nas motivações, no trabalho e nos resultados de Carlos César”, afirmou o Presidente do PS/Açores.

De recordar, que na passada quarta-feira em Lisboa, durante um jantar do Grupo Parlamentar do PS, Carlos César anunciou que não voltará a ser candidato a deputado nas próximas eleições legislativas, dizendo que a sua opção estava tomada desde 2015 e contribuiu para a renovação política.

“Não serei de novo candidato a deputado pelo círculo eleitoral pelos Açores, nem, evidentemente, por qualquer outro círculo eleitoral, até por causa de um pequeno problema que, para mim, é uma grande virtude: É que sou incorrigivelmente açoriano”, declarou.

Carlos César alegou a necessidade de renovação política do PS “após 40 anos de empenhamento político e cívico” e justificou o momento em que comunicou esta sua decisão pelo facto de, precisamente este sábado, os socialistas açorianos escolher os seus candidatos a deputados às próximas eleições legislativas.