Câmara da Ribeira Grande garante medicação gratuita para famílias carenciadas

O presidente da Câmara da Ribeira Grande, Alexandre Gaudêncio, assinou o protocolo com Associação Dignitude (que tem como parceiros promotores a Associação Nacional de Farmácias, a APIFARMA, a Plataforma Saúde em Diálogo e a Cáritas Portuguesa), tendo em vista a implementação do programa abem no concelho.

A Câmara da Ribeira Grande torna-se no primeiro município dos Açores a garantir, através desta parceria, a comparticipação a cem por cento dos medicamentos prescritos e não comparticipados na sua totalidade aos agregados familiares carenciados.

Alexandre Gaudêncio, que se fez acompanhar da vice-presidente, Tânia Fonseca, na cerimónia de assinatura do protocolo com a Associação Dignitude, representada pela presidente Maria João Toscano, explicou as motivações da autarquia na adesão ao projeto.

“É muito frequente recebermos pedidos de apoio de munícipes que não conseguem fazer face às despesas mensais relativas à sua medicação, muitos deles doentes crónicos”, apontou o edil.

No entender do presidente da autarquia “não é justo que haja pessoas a terem que escolher entre pagar alimentação, água, luz e gás ou medicação. E, muitas vezes, acabam por abdicar de comprar os seus medicamentos. As consequências desta escolha são, obviamente, gravíssimas”, vincou.

Aos beneficiários do programa abem será facultado um cartão de beneficiário que lhes permitirá aceder aos medicamentos prescritos em qualquer farmácia aderente, sem burocracia e com dignidade. Já aderiram ao programa cerca de cento e cinquenta municípios no continente português que apoiam cerca de dez mil pessoas em situação de carência comprovada.

O protocolo assinado funcionará com base num regulamento a ser aprovado na Assembleia Municipal de setembro, data após a qual será aberto período de candidaturas que deverão ser formalizadas na divisão de Ação Social da Câmara da Ribeira Grande.