Câmara da Ribeira Grande disponível para apoiar comparticipação de testes à covid-19 aos idosos

O concelho da Ribeira Grande dispõe de quatro lares de idosos com capacidade praticamente lotada e os factos recentes verificados no continente português devido à disseminação da covid-19 está a preocupar o executivo camarário que pretende ver as entidades competentes a trabalhar na salvaguarda do bem-estar dos idosos da Ribeira Grande.

Neste sentido, a Câmara da Ribeira Grande vai “solicitar às entidades competentes, nomeadamente à direção regional da Saúde, que avance, rapidamente, com a apresentação de uma estratégia a curto prazo, para os lares de idosos, tanto no que concerne a utentes como a funcionários”, adiantou Alexandre Gaudêncio.

O presidente da Câmara da Ribeira Grande lembrou que “nos quatro lares de idosos do concelho (Casa do Povo de Rabo de Peixe, lar Augusto César Ferreira Cabido – valências do Pico da Pedra e Ribeira Grande – e Santa Casa da Misericórdia da Maia) residem e trabalham cerca de 350 pessoas”, exortando a que “sejam realizados testes a todos de modo a evitar o que se está a passar no continente.”

Alexandre Gaudêncio manifestou “disponibilidade, por parte da edilidade, caso a tutela tenha dificuldades em fazê-lo, em comparticipar a aquisição dos testes de modo a proteger os idosos do concelho que, como se sabe, pertencem a um grupo de risco no âmbito da epidemia.”

O edil apelou ainda às entidades competentes para que “forneçam os dados estatísticos por concelho de modo a que cada serviço municipal de proteção civil possa atuar em parceria e em sintonia com todas as entidades envolvidas na prevenção da disseminação da covid-19.”