Câmara da Lagoa recebe certificação de Gestão de Qualidade

A Câmara Municipal de Lagoa alcançou a certificação no Sistema de Gestão de Qualidade, em todos os seus serviços, de acordo com a norma internacional (NP EN ISO 9001:2015), cujo âmbito é a «Gestão Autárquica».

Hoje, a Presidente da Câmara Municipal de Lagoa, Cristina Calisto, acompanhada pelos vereadores Nelson Santos e Fernando Jorge Moniz, e funcionários do edifício Paços do Concelho, assistiram ao hasteamento da bandeira Certificação de Sistemas da SGS.

Na ocasião, a edil lagoense salientou a importância desta certificação para os serviços, como um instrumento que demonstra que “o trabalho do município é feito com imparcialidade, com credibilidade e fiabilidade e, por via disso, há um natural reconhecimento de confiança e qualidade.”

Além desses aspetos, Cristina Calisto acrescentou que, “esta certificação deve ser merecedora de orgulho por todos os funcionários, todos eles envolvidos no sucesso desse trabalho, e um bom exemplo que contraria as críticas e o descrédito no trabalho dos funcionários públicos.” Mais acrescentou que, “este processo de certificação não é um trabalho final, é um ponto de partida e que deverá ter os aperfeiçoamentos necessários que se mostrarem precisos.”

O Sistema de Gestão da Qualidade, implementado no GAM (Gabinete de Atendimento ao Munícipe) desde 2013, foi agora extensivo a toda a autarquia, sendo este um dos objetivos da Câmara Municipal de Lagoa para o ano de 2019.

A certificação, em todos os seus serviços prestados, foi alcançada e o objetivo, assim, cumprido. Concedida por uma empresa externa, que avalia diversos fatores relacionados com a qualidade dos serviços prestados à população, a certificação foi alcançada, após terem sido analisados um total de 22 processos de gestão, suporte e operacionais.

O foco e persistência da Câmara Municipal de Lagoa na sua certificação vem ao encontro de uma melhoria continua dos serviços. Ao melhorar as valências dos colaboradores para gerir a informação da autarquia, o tempo de resposta dos serviços ao munícipe tornou-se mais célere, aumentando o grau de satisfação dos munícipes. Além disso, a prestação de serviços melhorou em termos rigor, transparência e excelência. Deu-se, ao mesmo tempo, uma simplificação e agilização dos métodos de trabalho, e houve uma melhoria da articulação e comunicação interna entre os serviços. O ambiente de trabalho melhorou, também, no que diz respeito à operacionalização das atividades e dos processos.

De referir que, esta certificação foi alcançada, principalmente, a pensar nos munícipes, tendo sido repensadas as estratégias de melhoria contínua dos serviços e alcançada a satisfação de todos com base nas suas necessidades e expectativas.