Câmara da Lagoa atribui “Voto de Louvor” ao maestro Paulo Gordo

Em reunião da Câmara Municipal realizada esta sexta-feira, dia 18 de outubro, foi aprovado, por unanimidade, um voto de louvor ao antigo maestro, Paulo José Nunes Alves Gordo, da Sociedade Filarmónica Estrela d’Alva.

O voto de louvor proposto pela Presidente da Câmara Municipal de Lagoa, Cristina Calisto, é uma forma de reconhecer a competência, profissionalismo e contributo, ao serviço da formação musical, durante os 13 anos em que se empenhou em prol da Sociedade Filarmónica Estrela d’ Alva e do concelho de Lagoa, tendo terminado a sua função como maestro este mês de outubro.

Efetivamente, para a edilidade lagoense é fundamental e dever reconhecer aqueles que contribuem para a valorização cultural e cívica do concelho.

Para Cristina Calisto, “o seu elevado empenho profissional, desempenhado com grande esmero, dedicação e disponibilidade, a sua forma de ser simples e humilde, assumindo-se perante os músicos como uma figura carismática, sendo reconhecido por todos pelo seu profissionalismo e trato atencioso, e amigável”, devem ser enaltecidos publicamente.

Por outro lado, a líder do executivo camarário relembrou que, o sucesso que a Filarmónica Estrela d’ Alva alcançou sob a batuta do maestro Paulo Gordo, permitiu obter um desempenho musical e artístico de exímia qualidade, tendo despertado nos músicos mais novos o gosto pela música.

De salientar que, foi realizado, em Santa Cruz, no dia 10 de outubro, o “Concerto de Outono” da Filarmónica Estrela d’ Alva, que serviu para homenagear o maestro Paulo Gordo e apresentar o novo maestro, Luis Paulo.