Câmara da Horta vai continuar a investir na formação dos seus cidadãos

A edição de 2019 decorreu entre março e junho nas freguesias do Capelo e de Castelo Branco e envolveu 90 Formandos/as que frequentaram os workshops de Cartonagem, Costura nível básico e avançado, Culinária, Informática nível básico e avançado, Inglês nível básico e avançado, Práticas de Agricultura Biológica, Espanhol e Suporte Básico de Vida, estas últimas como novidades.

A sessão de encerramento decorreu na tarde de terça-feira, dia 9 de julho, no Pavilhão de Castelo Branco e contou com, para além da entrega de diplomas, uma exposição dos trabalhos executados pelos formandos das diversas ações de formação.

“Este é um projeto valorizador do conhecimento pessoal de cada um de nós, que este ano contou com três novidades que procura, a cada ano que passa, renovar-se”, afirmou José Leonardo Silva, Presidente da CMH, na sessão de encerramento. Para o autarca “este não é um investimento palpável, mas sim um investimento que fazemos nas pessoas. A sociedade está em evolução pelo que importa investir em projetos desta natureza”.

O presidente da Câmara Municipal da Horta disse ainda que “este projeto vai existir até quando houver pessoas que se disponibilizem para aprender. Enquanto houver interessados a CMH vai investir nas pessoas. Só assim conseguimos acompanhar o desenvolvimento e a mudança que se está a operar na ilha do Faial. Não nos podemos esquecer de que a nossa ilha está a mudar e, para tal, a nossa população tem que estar preparada”.

O Projeto Novos Desafios, visa promover contextos de formação à população em geral, proporcionando competências humanas e sociais e o encontro de diferentes gerações e culturas e envolver as instituições e os/as cidadãos/ãs em projetos de cooperação e voluntariado, com vista a rentabilizar recursos e criar contextos que estimulem a iniciativa e a qualificação das comunidades, no processo do seu próprio desenvolvimento e na dinâmica comunitária em que estão inseridos/as.

Tendo subjacentes os conceitos base de cidadania ativa e de responsabilidade coletiva, este é um projeto da comunidade e para a comunidade.

Foram parceiros deste projeto a Junta de Freguesia de Castelo Branco, a Junta de Freguesia do Capelo, a Casa do Povo de Castelo Branco, a Casa do Povo do Capelo, a Proteção Civil Municipal da Horta, a Associação Humanitária de Bombeiros Voluntários da Ilha do Faial e a Paróquia de Santa Catarina, com o apoio do Império da Coroa Velha,do Império da Coroa Nova, da União Recreio e Desporto – Castelo Branco Sport Clube, da Assembleia Legislativa da Região Autónoma dos Açores e da Urbhorta.