CaixaBank perde 700 ME em depósitos no 4.º trimestre de 2017 na Catalunha

Cerca de 700 milhões de euros em recursos de clientes saíram do banco espanhol CaixaBank entre outubro e dezembro do ano passado, na sequência da crise da Catalunha, divulgou hoje o banco espanhol em conferência de imprensa.

Apesar da queda no quarto trimestre do ano, o presidente executivo do banco, Gonzalo Gortázar, minimizou hoje essa saída de dinheiro de clientes, referindo que representam apenas 0,2% do total dos recursos de clientes.

Além disso, destacou, no total do ano de 2017 os recursos de clientes do CaixaBank (sem contar com a incorporação do português BPI) aumentaram 10.600 milhões de euros (o equivalente a 3,5%) para 314.495 milhões de euros.

Os responsáveis do banco, Jordi Gual e Gonzalo Gortázar, consideraram hoje na conferência de imprensa de apresentação dos resultados de 2017 que foi positiva a decisão tomada em outubro de mudar a sede do CaixaBank de Barcelona (capital da Catalunha) para Valência, na sequência da escalada do movimento independentista após o referendo, e que desde então a situação se normalizou.

Jordi, o presidente do grupo, considerou que, apesar de difícil, a mudança foi necessária para garantir a “segurança jurídica” a clientes, acionistas e trabalhadores e a continuidade do negócio, inclusivamente para garantir acesso ao financiamento do Banco Central Europeu (BCE).

No total de 2017, os recursos de clientes do CaixaBank (sem BPI) subiram 10.600 milhões de euros para 314.495 milhões de euros, mas os depósitos apenas avançaram 1,2%.

As maiores subidas registaram-se no dinheiro aplicado em seguros, fundos de investimento e planos de pensões ( 13,7%, 7,8% e 6,8%, respetivamente), dizendo o CaixaBank que os clientes procuram produtos mais rentáveis face aos baixos juros nos depósitos.

Já o CaixaBank com o BPI integrado viu os recursos de clientes subirem 45.563 mil milhões de euros em 2017 para 349.458 mil milhões no final de dezembro passado.

A aquisição pelo CaixaBank ao BPI da BPI Vida, feita em dezembro passado (por 135 milhões de euros), contribuiu com 4,1 mil milhões de euros em seguros e 2,7 mil milhões de euros em planos de pensões.

O CaixaBank apresentou hoje lucros históricos de 1.684 milhões de euros em 2017, para os quais o BPI contribuiu com 176 milhões de euros.