Bolieiro participa em debate sobre conciliação entre a vida profissional e a vida familiar

O Presidente da Câmara Municipal de Ponta Delgada participou hoje  numa conferência sobre os desafios à conciliação das obrigações profissionais com as responsabilidades familiares.

José Manuel Bolieiro afirmou debater-se, todos os dias, embora com obrigações decorrentes do quadro legal vigente, relativamente à consideração do trabalhador na sua relação com a exigência e responsabilização profissional e familiar.

O edil congratulou-se como algumas conquistas civilizacionais adquiridas, como é o caso da definição de uma jornada semanal de trabalho determinada entre, geralmente, as 35 e as 40 horas.

Lembrou inclusive a sua “luta” para a manutenção das 35 horas de trabalho, quando era intenção do Governo da República passar para uma carga de 40 horas de trabalho semanal.

“Esta exigência não é compatível com o tempo de responsabilidade profissional que se deve impor e com as preocupações do seu enquadramento familiar e de lazer próprio”, sustentou o Presidente da Câmara Municipal de Ponta Delgada, acrescentando não ter dúvidas quanto à importância de se estabelecer limites ao tempo de trabalho e criar a oportunidade de desconectar a pessoa do trabalho.

O Presidente apontou as vantagens e desvantagens das tecnologias – que muitas vezes não permitem ao trabalhador desconectar do trabalho –  nesta relação entre a vida profissional e a vida pessoal, e identificou o teletrabalho como uma potencial solução para que os cuidadores possam ter mais tempo para as crianças, idosos ou pessoas que estão dependentes de cuidadores, sem afetarem a sua produtividade laboral. Defendeu, com efeito, a criação de incentivos à promoção do teletrabalho.

O Presidente também considerou que as organizações empregadoras, públicas e privadas, devem potenciar elementos auxiliares  da vida familiar. Deu como exemplo a criação de mais de creches, Ateliers de Tempos Livres (ATL)  e lares.

O evento foi promovido pela Eurodeputada Sofia Ribeiro por ocasião do Dia do Pai e numa altura em que no Parlamento Europeu está em discussão a proposta de Diretiva para a Conciliação entre a vida profissional e a vida familiar dos progenitores e cuidadores, que pretende adaptar o mercado de trabalho às necessidades específicas de pais e cuidadores.

Com esta iniciativa, a Eurodeputada pretendeu reunir contributos, no sentido de se apresentarem propostas legislativas que deem resposta às necessitas das pessoas.

Foram oradores convidadas Armanda Tavares (Presidente da Comissão Regional para a Igualdade no Trabalho e Emprego dos Açores), Carmen Andrade (Professora na Escola Superior de Saúde dos Açores), Margarida Gomes Filipe (Psicóloga da Associação Alzheimer dos Açores), Lucinda Mendonça (Médica Pediatra no Hospital do Divino Espírito Santo) e Manuela Pereira (Vice-presidente da Associação de Pais e Amigos das Crianças Deficientes do Arquipélago dos Açores).

Na ocasião, José Manuel Bolieiro saudou Sofia Ribeiro pela iniciativa e envolvimento da sociedade neste debate.