Pub

A Direção Regional da Cultura, através da Biblioteca Pública e Arquivo Regional de Ponta Delgada, e o projeto Green Gardens – Azores, inauguram a 22 de fevereiro, pelas 18h00, a exposição “Plantas e Jardins: a paixão pela horticultura ornamental na Ilha de São Miguel”, comissariada por Isabel Soares de Albergaria.

Esta exposição, focada no caso de estudo da ilha de São Miguel, reúne documentos, espécies bibliográficas, iconográficas e objetos representativos da temática abordada, essencialmente provenientes dos fundos da Biblioteca, mas igualmente de outros espólios institucionais e privados, designadamente da Biblioteca, Arquivo e Museu da Universidade dos Açores, do Museu Carlos Machado, da Delegação de Turismo de Ponta Delgada e do arquivo e biblioteca privada Marquês Jácome Correia.

A mostra pretende dar a conhecer tanto a origem e as primeiras importações para a Europa de um conjunto de plantas que se encontram representadas nos jardins de São Miguel e nas paisagens açorianas, como os protagonistas da encomenda e as suas motivações, os fornecedores, veículos e meios de transporte das plantas, o cultivo e a aclimatação face às inovações técnicas e científicas produzidas ao longo do século XIX, e a transmutação de significados operados pela representação, exibição, divulgação de conhecimentos e propagação de plantas exóticas no território da ilha, com as inevitáveis consequências nos planos simbólico, económico e ecológico.

O catálogo da exposição, com a coordenação de Isabel Soares de Albergaria, é constituído por duas partes, sendo a primeira votada a um conjunto de cinco estudos, versando problemáticas diversas e incidindo sobre campos disciplinares distintos, tendo as plantas e os jardins de São Miguel como denominador comum.

Na segunda parte apresentam-se os textos de enquadramento dos quatro núcleos que compõem a exposição, nomeadamente “O Conhecimento das Plantas”, “Encomenda e Transporte”, “O Cultivo” e “Assimilação Cultural”.

A exposição “Plantas e Jardins: a paixão pela horticultura ornamental na Ilha de São Miguel” estará patente até 1 de maio.

Pub