Pub

Lisboa, 08 mai 2022 (Lusa) – O Benfica conquistou hoje o segundo título consecutivo de campeão da Liga portuguesa de basquetebol feminino, ao vencer bateu o União Sportiva por 73-70, na ‘negra’ da final, disputada o Estádio da Luz.

O Benfica conseguiu o segundo título da sua história, frente a um clube que procurava levar o quarto campeonato para São Miguel, ficando mais perto do recordista CAB Madeira, que conta com cinco.

O Benfica que não teve vida fácil frente às insulares, que venceram o primeiro embate nos Açores, com as ‘encarnadas’ a tirarem vantagem do fator casa e erros, empatarem o play-off no sábado e a garantirem o título hoje.

Motivadas pelo triunfo, as benfiquistas entraram melhor no jogo e no primeiro período foram claramente superiores, entrando com um parcial de 10-2, frente a um Sportiva com dificuldades nas tabelas e a falhar cestos fáceis e lançamentos livres.

No fim do primeiro tempo, 18 pontos separavam as duas equipas, com uma vantagem de 29-11 para o Benfica.

No arranque do segundo quarto, as coisas inverteram-se. As bolas começaram a entrar e, desta vez, foi o Benfica quem ficou mais perdido no jogo, a cometer erros pouco habituais. O triplo de Joana Alves que diminuiu a vantagem para 10 pontos (29-19) obrigou o Benfica a pedir desconto de tempo para parar o jogo e repensar estratégias.

As equipas foram para intervalo, curiosamente, com a mesma diferença pontual do dia anterior, 12 pontos (45-33).

As insulares regressaram do intervalo cientes de que teriam de recuperar rapidamente para terem alguma hipótese de vencer a partida, conseguindo baixar para nove pontos (51-40).

As ‘encarnadas’ souberam sempre manter-se por cima, mas com as açorianas sempre a pressionar, chegando com oito pontos de atraso no final do terceiro período (58-50).

Com o pavilhão ao rubro, o Sportiva lutou até ao último minuto para conseguir a vitória e foram reduzindo a desvantagem, mas nunca tiveram oportunidade de empatar ou passar para a frente.

A figura do encontro foi a brasileira Raphaella Monteiro Silva, responsável por 24 pontos para o Benfica, aos quais juntou seis ressaltos e duas assistências.

Sob a arbitragem de Joana Pessoa, Rui Fonseca e Paulo Martins, as equipas alinharam e marcaram:

– Benfica (73): Joana Soeiro, Taylor Peacocke (8), Laura Ferreira (8), Candela Gentinetta (8), Raphaella Monteiro Silva (24). Jogaram ainda: Ana Carolina Rodrigues (15), Mariana Silva (8) e Marta Martins (2).

Treinador: Eugénio Rodrigues.

– União Sportiva (70): Raquel Laneiro, Nausia Woolfolk (19), Simone Costa (17), Lucinara Bispo (17) e Joana Alves (8). Jogaram ainda: Emília Ferreira (9), Samatha Mckay, Inês Bettencourt e Carolina Cruz.

Treinador: Ricardo Botelho.

Marcha do marcador: 29-11 (primeiro período), 45-33 (intervalo), 58-50 (terceiro período) 73-70 (resultado final).

Pub