Pub

Os deputados do BE/Açores no parlamento açoriano querem conhecer os dados sobre diabéticos insulinodependentes na região e quantos se encontram a realizar tratamento por dispositivo de perfusão subcutânea contínua de insulina.

Num requerimento enviado hoje à Assembleia Legislativa Regional dos Açores, os deputados solicitam os critérios para a referenciação de diabéticos insulinodependentes para este tratamento e o número de consumíveis adquiridos anualmente desde 2017.

Os deputados, citados em nota de imprensa, questionam ainda a implementação de uma plataforma na região, à semelhança do que é estabelecido pela Direção-Geral da Saúde no continente português, que permita a inscrição dos utentes elegíveis para tratamento e dos seus respetivos dispositivos.

O requerimento recorda que os Açores “são a região do país com maior prevalência desta doença, segundo o último estudo da prevalência da diabetes em Portugal, e que desde 2017 existe na região, e em particular no Hospital do Divino Espírito Santo, em Ponta Delgada, um Centro de Tratamento para Perfusão Subcutânea Contínua de Insulina”.

Pub