PUB

O BE/Açores alertou hoje para dificuldades de abastecimento marítimo à ilha das Flores, decorrentes dos estragos provocados pelo mau tempo, em dezembro, no porto das Lajes, o único porto comercial da ilha.

“O navio que assegura o abastecimento de mercadorias à ilha das Flores não tem conseguido acostar, o que tem provocado insatisfação e desespero nos comerciantes da ilha das Flores”, com “consequências económicas e sociais para a comunidade” refere o Bloco num requerimento enviado hoje ao Governo açoriano (PSD/CDS-PP/PPM).

No documento, os deputados do BE no parlamento açoriano, António Lima e Vera Pires, perguntam à Secretaria Regional do Turismo, Mobilidade e Infraestruturas se está “prevista alguma intervenção provisória no que resta do antigo molhe que servia de proteção ao interior do porto”.

PUB

“Tem o Governo Regional intenção de fretar um navio, com as características necessárias à situação atual desta infraestrutura, para o abastecimento da ilha das Flores?”, questionam ainda os parlamentares, segundo o requerimento enviado às redações.

Os deputados do BE/Açores querem ainda saber “o que pretende o Governo Regional fazer para tentar impedir possíveis danos na ponte cais”.

O Bloco lembra que a forte agitação marítima provocada pela passagem da tempestade ‘Efrain’ fez com que fossem arremessadas para o interior da baía do porto das Lajes das Flores pedras que constituíam o antigo quebra-mar, fazendo com que a baía interior fique ainda mais desprotegida e suscetível à ondulação que possa ocorrer.

O partido assinala que por várias “vezes consecutivas” o navio da Transinsular, que abastece a ilha das Flores, “não consegue acostar e, como tal, proceder à descarga de carga”, apontando “o atraso significativo na concretização da obra principal da infraestrutura” portuária.

Além disso, refere ainda a “possibilidade de futuros fenómenos atmosféricos causarem danos na ponte cais, destruindo parte significativa da obra em curso”.

A passagem da depressão ‘Efrain’, em dezembro do ano passado, provocou nos Açores dezenas de ocorrências, nomeadamente no porto das Lajes das Flores, cujo molhe já tinha ficado destruído na sequência da passagem do furacão Lorenzo, em 2019.

Em 21 de outubro de 2022, a operacionalidade do porto das Lajes das Flores foi reposta com a primeira atracação do navio ‘Monte da Guia’ na nova ponte-cais, entretanto construída.

O projeto do porto para repor “definitivamente” a capacidade portuária da infraestrutura das Lajes das Flores tem previsão de lançamento de procedimento concursal no primeiro trimestre deste ano e a obra deverá ficar concluída até final de 2028.

Pub